União Europeia Bruxelas deve considerar despesas com os incêndios como "excepcionais"

Bruxelas deve considerar despesas com os incêndios como "excepcionais"

Pierre Moscovici defende que as despesas do país resultantes dos incêndios não devem ter impacto na avaliação orçamental que é feita pela Comissão Europeia.
Bruxelas deve considerar despesas com os incêndios como "excepcionais"
Lusa 19 de outubro de 2017 às 12:08

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, defendeu hoje que as despesas públicas resultantes dos devastadores incêndios em Portugal sejam consideradas como "circunstâncias excepcionais", sem consequências na avaliação orçamental a fazer por Bruxelas.

 

"Parece-me absolutamente natural que, da mesma forma que considerámos circunstâncias excepcionais a ameaça terrorista em certos países da União Europeia ou tremores de terra, como foi o caso em Itália, tenhamos uma abordagem inteligente e humana face às despesas públicas das autoridades portuguesas para fazer face aos incêndios, e que sejam consideradas circunstâncias excepcionais no quadro de avaliação do orçamento", declarou, em Bruxelas.

 

Moscovici, que falava à imprensa portuguesa após ouvir uma intervenção do primeiro-ministro, António Costa, numa conferência sobre convergência económica na sede do executivo comunitário, garantiu que "a Comissão Europeia está evidentemente mais que sensibilizada" com a tragédia que aflige o povo português, e estará "ao lado de Portugal", com "uma abordagem inteligente, subtil e flexível das dessas despesas".




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
A Solidariedade que faltou por PSD e CDS Há 2 dias

Solidariedade q vem da Comunidade não apaga a Falta de Solidariedade dos Partidos Portugueses PSD e CDS q desde a 1ª h se viu simplesmente Explorar as Catástrofes, até no Dia de LUTO em total Desrespeito,Descaramento não Respeitaram o Luto dos Portugueses,ao Ponto de pedir a Demissão do 1º Ministro

Mr.Tuga Há 2 dias

Faz todo o sentido....

Afinal os INCENDIOS são um autentico ATENTADO TERRORISTA. A diferença cá na cagadeir*a da Europa, é que o TERRORISTA é o próprio tuga bronco e troglodita!
Afinal que outro nome se pode dar a quem DESTROI e IMPLODE o seu próprio património ambiental ?!?!?!?!?!

Anónimo Há 3 dias

É O MÍNIMO QUE SE PEDE!!! DEPOIS DE TEREM MASSACRADO OS PORTUGUESES COMO O FIZERAM COM AS SUAS IDEIAS ERRADAS DE AUSTERIDADE SOBRE AUSTERIDADE E DEPOIS DO GOVERNO TER POSTO AS CONTAS EM DIA, É JUSTO QUE A SOLIDARIEDADE DA U.E. AGORA SE EVIDENCIE PARA QUE NÃO SE AFUNDE AINDA MAIS NO CONCEITO EUROPEU.

pub