Bruxelas admite dar mais tempo a Espanha para atingir défice de 3%
07 Maio 2012, 15:34 por Jornal de Negócios Online | negocios@negocios.pt
4
Enviar por email
Reportar erro
0
Comissão Europeia terá em conta situação económica do país.
Bruxelas promete ter em conta a situação económica de Espanha na altura de decidir se dará mais tempo ao país para atingir um défice público equivalente a 3% do PIB.

“Espanha comprometeu-se com os seus parceiros europeus numa série de metas em termos de consolidação orçamental. Estes são os parâmetros que Espanha deve respeitar”, refere Amadeu Altajaf, porta-voz do comissário europeu Olli Rehn, citado pelo “El Mundo”.

Confrontado com a questão se a Comissão Europeia dará a Espanha mais um ano para atingir um défice de 3% do PIB, o mesmo responsável adiantou que Bruxelas deve efectuar uma análise que “terá em conta a situação macro-económica em que se encontra o país”.

Amadeu Altajaf acrescentou que é isso mesmo que diz o Pacto de Estabilidade, que dá mais tempo aos países para equilibrarem as suas contas, em alturas de recessão económica.

A economia espanhola entrou em recessão este ano e o PIB do país deverá recuar 1,7% este ano, de acordo com as previsões do Executivo de Mariano Rajoy. As metas actuais com que o Governo espanhol se comprometeu com Bruxelas apontam para uma descida do défice para 5,8% do PIB este ano (acima do 4,5% definidos pelo anterior Executivo) e 3% em 2013, face aos 8,5% fixados em 2011.
4
Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: