Américas Buffett "optimista" com era Trump apesar de ter apoiado Clinton

Buffett "optimista" com era Trump apesar de ter apoiado Clinton

Em entrevista à CNN, o magnata diz que a economia de mercado continuará a funcionar com Trump como funcionaria com Hillary e afirmou-se "100% optimista" com a eleição do republicano para a Casa Branca.
Buffett "optimista" com era Trump apesar de ter apoiado Clinton
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 11 de novembro de 2016 às 13:47
O multimilionário Warren Buffett – que apoiou a candidata democrata Hillary Clinton - diz que ainda está optimista em relação aos Estados Unidos após a vitória de Donald Trump e que a reacção das bolsas a esse facto será positiva a longo prazo.

O presidente executivo da Berkshire Hathaway continua a apontar problemas graves a Trump enquanto empresário e continua a acreditar que Hillary Clinton tem um melhor temperamento que o adversário republicano e agora Presidente eleito. Mas que é disparatado pensar que as acções não vão regressar aos ganhos no longo prazo.

"O mercado accionista vai crescer dentro de 10, 20, 30 anos e isso aconteceria com Hillary e... acontecerá com Trump," afirmou, em declarações à CNN reproduzidas pela Reuters e Bloomberg.

Questionado sobre se se sente optimista em relação aos EUA, acrescentou: "A 100%. (…) O sistema de mercado funciona," acrescentou.

De acordo com a Forbes, na quarta-feira (dia seguinte à eleição de Trump), a fortuna de Buffett terá engordado 1,7 mil milhões de dólares para 68 mil milhões (cerca de 62,3 mil milhões de euros à cotação actual) com os ganhos em bolsa.

Buffett desafiou Trump durante a campanha a mostrar publicamente os seus rendimentos, acusando-o de ter algo a esconder por se recusar a fazê-lo e falou publicamente contra o candidato republicano quando este sugeriu ter feito sacrifícios, comparando-se ao capitão Humayun Khan, que morreu em combate no Iraque em 2004.

"Como é que é possível surgir à frente dos pais [de Khan] que perderam um filho e falar de sacrifícios porque esteve a construir um monte de prédios?," questionou Buffett.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub