Cadilhe sugere imposto de 4% sobre a riqueza de todos os portugueses
19 Junho 2012, 12:48 por Lusa
Enviar por email
Reportar erro
0
O economista Miguel Cadilhe sugeriu hoje a criação de um novo imposto este ano em cerca de 4% da riqueza do país e pago por todos os portugueses de uma só vez.
O ex-ministro das Finanças, que se dirigia ao Governo e ao parlamento num seminário sobre um ano de programa de assistência financeira a Portugal a decorrer no Senado da Assembleia da República, indicou que seria "um imposto de 4% sobre a riqueza líquida em 'one shot' [de uma só vez]", classificando-o como um "tributo de solidariedade" dos portugueses.

Sem adiantar muito mais sobre a forma de o colocar em prática, Miguel Cadilhe referiu que o encaixe deste imposto deveria ser aplicado na amortização da dívida pública.

Durante a sua intervenção, o economista alertou que nos próximos anos a taxa média de juro anual de 'stock' da dívida "deverá atingir os 5% e isso não ajuda".

Miguel Cadilhe disse também que, após um ano de intervenção da troika (Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu) em Portugal, o 'desvio' que não estava nos planos é o desemprego: "É sem dúvida nenhuma o ponto negro deste plano [de ajuda]".

A Comissão Eventual para Acompanhamento das Medidas do Programa de Assistência Financeira a Portugal (CEAMPAFP) da Assembleia da República está hoje a promover um seminário sobre um ano de assistência financeira a Portugal com a presença, entre outros, de Elisa Ferreira, Medina Carreira e Carvalho da Silva.

O seminário decorre durante a tarde com a participação de Braga de Macedo, Eugénio Rosa, Pedro Lains e António Lobo Xavier.

Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: