Zona Euro Candidatos apresentam propostas no Eurogrupo

Candidatos apresentam propostas no Eurogrupo

O processo eleitoral começou em Bruxelas, os quatro candidatos apresentaram as candidaturas aos parceiros do Eurogrupo, segue-se a votação secreta. Entretanto Marcelo Rebelo de Sousa, em Lisboa, já dava a vitória como certa.

Rui Peres Jorge 04 de dezembro de 2017 às 15:12

Um dos riscos para Mário Centeno é o de não vencer a corrida à liderança do Eurogrupo na primeira volta, e os votos dispersos nos outros candidatos se unirem contra si na segunda volta. À entrada da reunião, o ministro das Finanças português esperava contar com nove votos dos 19 votos, incluindo das quatro maiores economias da Europa, a que se juntavam Grécia, Chipre, Malta, Finlândia. 
 

A manhã ficou marcada pelo apoio público de Itália - "A Itália vai apoiar o candidato escolhido pelo Partido Socialista Europeu, o colega Mário Centeno", disse à entrada da reunião Pier Carlo Padoan - e uma gafe de Dijsselbloem, que deu a vitória antecipada ao português: "Eu sou presidente até 12 de Janeiro, Mário Centeno a 13 de Janeiro. Disse Mário Centeno? Claro que não sei isto – está aparentemente na minha cabeça. Façam-me um favor: não me citem nisto", afirmou o holandês que ainda preside ao grupo de ministros do euro, homem conhecido muitas vezes falar abertamente o que lha vai na cabeça. 

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
Saber mais e Alertas
pub