Europa Carro atropela seis membros de uma patrulha anti-terrorista nos arredores de Paris

Carro atropela seis membros de uma patrulha anti-terrorista nos arredores de Paris

Os feridos "não correm risco de vida", revela a agência Efe. O condutor do veículo está em fuga.
Carro atropela seis membros de uma patrulha anti-terrorista nos arredores de Paris
Lusa 09 de agosto de 2017 às 08:48
Um veículo atropelou esta quarta-feira, 9 de Agosto, uma patrulha anti-terrorista causando seis feridos, na localidade de Levallois Perret, nos arredores de Paris, disseram à agência EFE fontes autárquicas.

Os feridos "não correm risco de vida", mas fontes autárquicas assinalam que dois dos seis militares atropelados apresentam ferimentos considerados graves.

As autoridades procuram o condutor que escapou no veículo que utilizou para atropelar os polícias.

As patrulhas anti-terroristas foram mobilizadas em França após os atentados de Paris, em 2015.

O atropelamento ocorreu às 08:30 (07:30 em Lisboa) perto do edifício da Câmara Municipal de Levallois Perret, na periferia de Paris.

Neste momento, de acordo com as mesmas fontes, ainda se desconhece a motivação do atropelamento: acto terrorista ou acidente.

Entretanto, em declarações à estação France Info, o presidente da autarquia, o conservador Patrick Balkany considerou "intolerável" e "vergonhosa" a "agressão" contra os militares"

O atropelamento ocorre quatro dias depois de um jovem de 18 anos ter tentado entrar na Torre Eiffel, em Paris, munido de uma faca enquanto gritava "Alá é Grande".

O agressor que foi neutralizado pelas forças de segurança estava a gozar uma licença autorizada pelo hospital psiquiátrico onde se encontrava internado e para onde foi conduzido logo após o incidente.

Apesar da situação clínica, o jovem está a ser investigado porque afirmou estar em contacto com os extremistas do grupo Estado Islâmico.

(Notícia actualizada às 09:33 com mais informação)



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub