Saúde Casos confirmados "legionella" aumentam para 46

Casos confirmados "legionella" aumentam para 46

O surto de 'legionella' no hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, provocou quatro mortes, óbitos ocorridos em 06, 09 e 10 de Novembro.
Casos confirmados "legionella" aumentam para 46
Pedro Catarino/CM
Lusa 12 de novembro de 2017 às 17:55

O número de casos de infectados pelo surto de 'legionella' em Lisboa subiu para 46, mais um face ao anterior balanço, mantendo-se em quatro o número de mortos, anunciou hoje a Direcção-geral da Saúde.

 

Os dados preliminares sujeitos a validação publicados no 'site' da Direcção-geral da Saúde pelas 17:00 dão conta de 46 casos confirmados de doença dos legionários desde 31 de Outubro, 27 (59%) do sexo feminino, 33 (72%) com idade igual ou superior a 70 anos.

 

Do total de casos, oito tiveram alta clínica, 26 estão actualmente internados em enfermaria e oito em unidades de cuidados intensivos.

 

O surto de 'legionella' no hospital de São Francisco Xavier, em Lisboa, provocou quatro mortes, óbitos ocorridos em 06, 09 e 10 de Novembro.

 

A 'legionella' é uma bactéria responsável pela doença dos legionários, uma forma de pneumonia grave que se inicia habitualmente com tosse seca, febre, arrepios, dor de cabeça, dores musculares e dificuldade respiratória, podendo também surgir dor abdominal e diarreia. A incubação da doença tem um período de cinco a seis dias depois da infeção, podendo ir até 10 dias.

 

A infecção pode ser contraída por via aérea (respiratória), através da inalação de gotículas de água ou por aspiração de água contaminada. Apesar de grave, a infecção tem tratamento efectivo.

 




pub