Zona Euro Catalunha: FMI pede fim rápido da "incerteza política"

Catalunha: FMI pede fim rápido da "incerteza política"

Christine Lagarde pediu hoje para acabar rapidamente a "incerteza política" na Catalunha, porque pode afectar negativamente as finanças e recordou que a evolução económica de Espanha "foi uma história de êxito".
Catalunha: FMI pede fim rápido da "incerteza política"
Reuters
Lusa 13 de outubro de 2017 às 12:50

"O que sucede actualmente [na Catalunha] é algo que esperamos que se resolva entre os diferentes atores. Trata-se de um assunto espanhol e que diz respeito à Espanha", disse Lagarde, directora-geral do FMI, numa entrevista divulgada hoje pelo canal de televisão France 24.

 

E prosseguiu: "A incerteza nunca foi propícia para a estabilidade financeira, o crescimento e o investimento".

 

Christine Lagarde não quis fazer apreciações sobre o processo político na Catalunha, tendo apenas referido que ambas as partes devem contribuir para "acabar com as incertezas".

 

A directora-geral do FMI referiu ainda que a evolução da economia espanhola é "uma história de sucesso", graças às reformas e à "determinação" do seu Governo para "ir ao fundo" dos problemas.

 

"É evidente que Espanha tem recebido muito investimento estrangeiro", salientou.

 

O FMI já se tinha pronunciado este mês sobre a crise na Catalunha e tinha pedido a ambas as partes "diálogo" e para "não actuarem de forma precipitada" para evitar impactos negativos na economia.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub