Catroga: Portugal não deve estar preocupado com regresso aos mercados em 2013
19 Abril 2012, 20:16 por Lusa
Enviar por email
Reportar erro
0
O antigo ministro das Finanças Eduardo Catroga afirmou hoje que Portugal não deve estar preocupado com o regresso aos mercados em 2013 e que o país precisa de tempo para sair da crise.
O antigo ministro das Finanças Eduardo Catroga afirmou hoje que Portugal não deve estar preocupado com o regresso aos mercados em 2013 e que o país precisa de tempo para sair da crise.

"Não ignoro os problemas, não ignoro os erros acumulados, mas acho que é sempre possível ver o copo meio cheio ou meio vazio. Eu vejo o copo meio cheio, mas nós precisamos de tempo, tempo, tempo", disse Catroga durante a terceira conferência da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, subordinada ao tema "Que figurino de desenvolvimento económico para Portugal? Metas e projectos".

O actual presidente do Conselho Geral e de Supervisão da EDP declarou que "não deve haver aquela preocupação" de se voltar aos mercados em 2013, "até porque a União Europeia já disse que ia continuar a apoiar".

"Portugal precisa de um programa específico para a economia portuguesa que comece a pensar para além de 2013 e que exigiria uma negociação com as organizações internacionais, nomeadamente com a União Europeia, no sentido de se derrogar temporariamente algumas regras europeias para que haja uma discriminação positiva dos incentivos aos sectores que exportam ou que evitem a importação", disse Catroga.

O objectivo, segundo o antigo governante, seria complementar a "visão liberal" do programa de ajustamento da 'troika' (Banco Central Europeu, Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional) com uma "visão cooperativa".

"Há respostas nacionais que só os nacionais podem dar. E precisamos de uma estratégia cooperativa com a União Europeia, com o FMI, com o Banco Mundial, porque não temos nenhuma instituição virada para o financiamento longo", acrescentou, durante um painel partilhado com o também ex-ministro Medina Carreira.

Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: