Impostos CDS-PP vai pedir redução de IRC de 21% para 19%

CDS-PP vai pedir redução de IRC de 21% para 19%

Depois da CIP ter dito que iria propor ao Governo a descida do IRC de 21% para 19%, Assunção Cristas revelou que o CDS-PP iria avançar no Parlamento com essa proposta.
CDS-PP vai pedir redução de IRC de 21% para 19%
.
Lusa 03 de setembro de 2017 às 17:49
A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou este domingo, em Ponte de Lima, que o partido apresentará uma proposta para a "diminuição progressiva do IRC" de 21% para 19%, como forma de atrair investimento e criar emprego.

"Aquilo em que continuaremos a trabalhar é para baixar progressivamente o IRC [Imposto sobre o Rendimento Coletivo] e, já neste Orçamento do Estado, à semelhança do que temos feito, o CDS, através do seu grupo parlamentar, apresentará a proposta para diminuir a taxa de 21% para 19 %", afirmou, durante o comício de apresentação dos candidatos ao concelho de Ponte de Lima (distrito de Viana do Castelo) nas autárquicas de 1 de Outubro.

Dessa medida, disse, "depende a criação de investimento, emprego, boas condições de trabalho que geram riqueza e que geram o desenvolvimento do país".

Apontando a Câmara de Ponte de Lima (CDS) como "inspiradora de uma boa gestão autárquica", a presidente do partido declarou que o Governo "precisa de dar o exemplo e dizer a todos que, em Portugal, vale a pena trabalhar, vale a pena os portugueses arriscarem o seu dinheiro em projetos empresariais, vale a pena os que estão fora olharem para o nosso país e também aqui querem investir".

Assunção Cristas acusou o PS de ter "quebrado" um acordo "do passado recente" que previa a redução progressiva do IRC.

"Recordo-me de que, no passado, foi feito um acordo, um consenso com o PS para se diminuir progressivamente o IRC, porque era preciso para atrair investimento, criar emprego e para criar riqueza no nosso país; porque sem riqueza criada de forma sustentável é difícil socorrer todas as situações e distribuir essa mesma riqueza. Pois os socialistas, com António Costa, na primeira oportunidade quebraram este acordo", afirmou.

Já este sábado, em entrevista ao Expresso, o presidente da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), António Saraiva, disse que iria propor ao Governo, no âmbito das negociações para o Orçamento do Estado de 2018, uma redução da taxa do IRC, dos actuais 21% para 19%. 



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Esta gente não tem espelho,o povo é sábio Há 2 semanas

Fala de submarinos e offhores.

portulord Há 2 semanas

isso e construir mais 20 estações de metro em lisboa

$$$$ Há 2 semanas

O CDS e PSD sempre a defender os empresários, mas nada de defender os trabalhadores. Os cidadãos trabalhadores por conta de outrem e reformados, se quiserem defender os seus interesses, não devem votar PSD nem CDS. A direita sempre maltratou os trabalhadores. A direita só defende o grande capital.

GALINHA COM CRISTAS Há 2 semanas

A politica é mesmo suja, só para ganhar votos

ver mais comentários
pub