Economia Centeno assegura que não falou com presidente do Benfica sobre isenção de IMI

Centeno assegura que não falou com presidente do Benfica sobre isenção de IMI

O Governo esclareceu que “não tem qualquer intervenção na atribuição das isenções de IMI”. E garante que Mário Centeno nunca falou com Luís Filipe Vieira sobre “interesses patrimoniais do Benfica ou da família do seu presidente”.
Centeno assegura que não falou com presidente do Benfica sobre isenção de IMI
EPA
Negócios 08 de janeiro de 2018 às 13:15

O ministério das Finanças esclareceu em comunicado que "não tem qualquer intervenção na atribuição das isenções de IMI", em reacção à notícia do Correio da Manhã de que a Polícia Judiciária está a "investigar perdão fiscal após cunha".

"Os prédios urbanos objecto de acções de reabilitação são passíveis de isenção de imposto municipal sobre imóveis por um período de cinco anos, a contar do ano, inclusive, da conclusão da mesma reabilitação, podendo ser renovada por um período adicional de cinco anos", começou por explicar o ministério tutelado por Mário Centeno.

O comunicado acrescenta ainda que conforme a lei estipula as "isenções são atribuídas mediante deliberação do município. Com base nesta deliberação – que é genérica - os serviços camarários comunicam as situações concretas aos Serviços de Finanças do local de situação dos imóveis que, por sua vez, procedem ao averbamento das isenções em execução da referida comunicação".

Por estas razões, asseguram que "neste, como noutros processos da mesma natureza, não houve – como não teria de haver – qualquer intervenção do Governo".

E sublinha que "o ministro das Finanças assegura que em momento algum teve qualquer contacto com o presidente do Sport Lisboa e Benfica, ou qualquer outra pessoa, a propósito de temas que se relacionem com interesses patrimoniais do Benfica ou da família do seu presidente".

 

Como o CM noticiou, uma semana após o ministro das Finanças, Mário Centeno, ter pedido bilhetes ao Benfica para assistir ao jogo contra o FC Porto, a empresa gerida pelos filhos de Luís Filipe Vieira teve ‘luz verde’ para a isenção do pagamento de IMI para um prédio situado em Lisboa.

O jornal cita um email enviado a Luis Filipe pelo seu filho, Tiago, a 24 de Março de 2017 – uma semana depois de um assessor do ministro ter pedido bilhetes para o ministro. "Pai, já cá canta!!!!!! Sem o teu empurrão não íamos lá. Beijo grande".




A sua opinião29
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Diálogo no Outro Mundo... 08.01.2018

No Outro Mundo Salazar só deve ter comentado para o seu amigo Cerejeira que os Portugueses continuam, como sempre, iguais a si mesmos.
Centeno, se fosse toureiro, até sairia em ombros e pela “Porta Grande!
Isto porquanto:
1-Gosta de se divertir e não poupar no que come: portanto foi ao Casino do Estoril;
2-Gosta de Mulheres e de popularidade: portanto fez-se fotografar com a mais famosa das socialites;
3- Homenageou a 3ª idade;
4-É adepto do Glorioso, o que também dá muitos votos;
5-Recorreu á instituição nacional da “cunha” para conseguir bilhetes à borla;
6-E, “Last but not least”:
Fez o que qualquer Português (a começar por mim) também faria sem vergonha : não deixou de proporcionar ao Filho, o que para si próprio queria de melhor.
Portanto e em conclusão:
Gostem ou não gostem o Salazar e o Cerejeira lá no Outro Mundo, o nosso Ronaldo das Finanças apenas se portou como um castiço Português de sempre!
Tramou-se por não haver Censura,
mas safou-se por não haver PIDE/DGS

comentários mais recentes
Os Portugueses sabem o mal da inveja 09.01.2018

A inveja é medonha, capaz de todas atrocidades, sem limites, Felizmente todos ja sofremos consequências desse virus, nunca ninguém pensou era que pessoas da Direita eram de tao baixo nível, chegar ao ponto de levantar suspeitas de um homem desta categoria, difamar por 2 bilhetes de futebol é rasca d

Quem os viu quem os Vê 08.01.2018

Este gajo podia estar com a boca no chupa chupa do Centeno durante anos, que não pagava o que Centeno Fez por Ele.

Anónimo 08.01.2018

Era muito estranho esses mouros sem jogar nada compraram 4 campeonatos seguidos mas como na Champions não há controlo dos árbitros ficaram em primeiro a contar de baixo.É uma vergonha.é um orgulho ser do norte.Há que fazer um muro a partir de leiria.Nao queremos nadacom essa gente .bibóporto carago

Esta é só a parte de fora do iceberg 08.01.2018

Esta do perdão fiscal é só uma pequena amostra de como os benfas mafiosos conseguiram QUATRO TÍTULO SEGUIDOS ...
Está a começar a descobrir-se agora toda a rede de favorecimentos.
QUE NOJO !
QUE VERGONHA !
COM TUDO ISTO, SER BENFIQUISTA É VERGONHOSO !

ver mais comentários
pub