Política Centeno responde a perguntas dos cidadãos nas redes sociais

Centeno responde a perguntas dos cidadãos nas redes sociais

O ministro das Finanças, Mário Centeno, responde na quarta-feira, durante uma hora, a partir da sede nacional do PS, em Lisboa, a perguntas formuladas pelos cidadãos através das redes sociais Facebook e Twitter.
Centeno responde a perguntas dos cidadãos nas redes sociais
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 06 de junho de 2017 às 14:50

Entre as 12:00 e as 13:00 de quarta-feira, Mário Centeno responderá por 'livestreaming' a perguntas formuladas pelos cidadãos que coloquem o 'hashtag' "PS em diálogo".

 

"PS em diálogo" é o nome da iniciativa promovida pela direcção dos socialistas, com a qual pretende preparar o debate sobre o "Estado da Nação" na Assembleia da República, no dia 12 de Julho, que marca o encerramento da sessão legislativa.

 

Fonte da direcção do PS adiantou à agência Lusa que o próximo convidado da iniciativa, depois do titular da pasta das Finanças, será o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, no próximo dia 21.

 

A iniciativa "PS em diálogo" foi lançada antes da Convenção Nacional Autárquica deste partido, que se realizou no passado dia 06 de maio em Lisboa, e que decorre em paralelo com o ciclo de conferências intitulado "PS de portas abertas".

 

Segundo a direcção dos socialistas, as duas iniciativas inserem-se no objectivo "de abrir e incentivar o debate político não só junto dos militantes, como também junto dos simpatizantes".

 

Nas conferências "PS de portas abertas", entre outros temas, já foram debatidas as questões da morte assistida ou das eleições presidenciais norte-americanas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub