Segurança Social Chuva de portarias de Vieira da Silva e Centeno confirmam aumento das pensões, do IAS e da idade de reforma

Chuva de portarias de Vieira da Silva e Centeno confirmam aumento das pensões, do IAS e da idade de reforma

Quatro portarias publicadas em Diário da República confirmam novos valores de pensões, do indexante de apoio sociais e da idade de reforma em 2019, e do factor de sustentabilidade.
Chuva de portarias de Vieira da Silva e Centeno confirmam aumento das pensões, do IAS e da idade de reforma
Miguel Baltazar
Negócios 18 de janeiro de 2018 às 11:58
A partir de hoje os valores são oficiais. Há novos parâmetros de actualização para todas as pensões a serem pagas em 2018, desde a velhice à invalidez, passando pelos acidentes de trabalho; há também um novo valor para o indexante de apoios sociais (IAS) – um indicador do qual estão dependentes várias prestações sociais; e há ainda a nova idade legal de reforma de 2019 e um novo factor de sustentabilidade aplicado às reformas antecipadas deste ano.

Todas estas alterações foram publicadas em Diário da República a 18 de Janeiro:

De acordo com a portaria referente ao IAS, este será actualizado em 1,8%, passando a ser de 428,9 euros em 2018;

De acordo com a portaria referente aos aumentos de pensões, estas serão actualizadas em 1,8% caso sejam de montante igual ou inferior a 857,8 euros; em 1,3% se estiverem situadas entre 857,80 e 2573,4 euros (inclusivamente); e em 1,05% se se situarem entre 2573,4 euros e 5146,8 euros. Esta portaria também actualiza as demais pensões e prestações.

As pensões de acidentes de trabalho também serão actualizadas em 1,8%, define ainda uma terceira portaria.

E, finalmente, a idade legal de reforma em 2019 passará a ser de 66 anos e 5 meses, com um factor de sustentabilidade a ser aplicado as reformas antecipadas em 2018 de 0,8550.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 5 dias

Pode ser q c esta chuva encham as barragens,Pobre pais que mt escreve e pouco produz.

Igualdade de Género ? Há 6 dias

Onde está a igualdade de género ? se os homens vivem em média menos 6 anos que as mulheres porque não teem uma idade de reforma 6 anos inferior ? será que não teem direito a gozar os mesmos anos de reforma ? essa comissão nacional para a igualdade do género só funciona no sentido feminino masculino

Lucas Há 6 dias

Se este aumento da idade da reforma não é o diabo, parece. Então para aumentarem um euro aos desgraçados das pensões de 400 e 500 às de 5000 voltaram a aumentar a idade da reforma. E se este Ministro que tão bom emprego tem dado à prol se dedicasse mais a capitalizar o fundo de pensões em vez de andar a tentar salvar bancos com o dinheiro dos contribuintes.

Anónimo Há 6 dias

O Costa despede de Portugal jovens sem indemnização e ainda cobra taxa aeroportuária. A antes carpideira, traidora Catarina quer é tachos para ela e louçãns.

pub