Angola CNE considera improcedentes reclamações da UNITA e CASA-CE sobre eleições em Angola

CNE considera improcedentes reclamações da UNITA e CASA-CE sobre eleições em Angola

A instituição argumenta que os requerentes não obedeceram à tramitação estabelecida por lei, ou seja, as reclamações deveriam ter sido apresentadas nas comissões provinciais eleitorais onde foram detectadas as falhas.
CNE considera improcedentes reclamações da UNITA e CASA-CE sobre eleições em Angola
Lusa 02 de setembro de 2017 às 15:59
A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) de Angola considerou hoje "improcedentes, ineptas e extemporâneas" as reclamações apresentadas pelas formações políticas UNITA e CASA-CE, concorrentes às eleições gerais angolanas de 23 de Agosto, sobre supostas irregularidades nos resultados provinciais definitivos.

O plenário da CNE reunido hoje deliberou no mesmo sentido acerca das reclamações apresentadas quer pela União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), quer para a Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), sobre alegadas violações à lei nos resultados eleitorais definitivos em algumas províncias.

Em declarações à imprensa, a porta-voz da CNE, Júlia Ferreira, disse que os requerentes não obedeceram à tramitação estabelecida por lei, ou seja, as reclamações deveriam ter sido apresentadas nas comissões provinciais eleitorais onde foram detectadas as falhas.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub