União Europeia Comissão Europeia vai convocar reunião sobre ovos contaminados

Comissão Europeia vai convocar reunião sobre ovos contaminados

São doze os países que já sinalizaram a existência de ovos contaminados com o insecticida tóxico “fipronil”. A Comissão Europeia anunciou que irá convocar uma reunião sobre os ovos contaminados. Os ovos identificados não estão à venda em Portugal.
Comissão Europeia vai convocar reunião sobre ovos contaminados
Lusa 11 de agosto de 2017 às 09:40
A Comissão Europeia vai convocar os países do bloco afetados pelo escândalo dos ovos contaminados com o insecticida tóxico "fipronil" quando os factos forem apurados, anunciou hoje o comissário europeu da Saúde.

"Propus a realização de uma reunião de alto nível reunindo os ministros [dos países] visados e os representantes das agências de segurança alimentar de todos os Estados-membros implicados assim que o conjunto de factos esteja à nossa disposição", indicou Vytenis Andriukaitis, numa mensagem de texto enviada à agência noticiosa France Presse (AFP).

O comissário europeu da Saúde e Segurança Alimentar adiantou ainda ter já abordado o assunto com os ministros alemão, belga e holandês.

Doze países europeus (Áustria, Eslováquia, Dinamarca, Bélgica, Alemanha, França, Suíça, Reino Unido, Luxemburgo, Suécia, Roménia e Holanda) já reportaram a existência de ovos contaminados nos circuitos comerciais.

O escândalo estalou no passado dia 2 deste mês, quando a Holanda alertou que tinha encontrado "fipronil" em vários lotes de ovos, embora a Bélgica tenha detectado a presença da substância tóxica antes, em 20 de Julho.

A Bélgica e a Holanda, onde a contaminação ocorreu, mobilizaram-se para encontrar os responsáveis e os inquéritos realizados nos dois países levaram à detenção na quinta-feira de dois responsáveis de uma empresa holandesa, que alegadamente usou o insecticida em explorações avícolas.

Os ovos identificados com o pesticida tóxico não estão à venda em Portugal, segundo adiantou na terça-feira fonte da Direcção-Geral da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural (DGAV) à agência Lusa.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
General Ciresp Há 1 semana

Para grandes males,remedios adquados:nao estara aqui 1 bom substituto do armamento roubado em tancos?Toda a gente deitou maos a cabeca pelo roubo de tancos,esquecendo-se q ele se tornou prato do dia na ELITE MALOTEIRA.So nao entendo como ainda se formam generais e para q servem.Q coisa mais horroros

pub