Economia Comissão Europeia quer criar 6 milhões de novos postos de trabalho até 2010

Comissão Europeia quer criar 6 milhões de novos postos de trabalho até 2010

A Comissão Europeia apresentou hoje os objectivos na nova estratégia de Lisboa, estimando que as medidas propostas representem um crescimento adicional de 3% no PIB da União Europeia até 2010. Além disso, pretende que os 25 países da UE criem 6 milhões de
Maria João Soares 02 de fevereiro de 2005 às 14:30

A Comissão Europeia apresentou hoje os objectivos na nova estratégia de Lisboa, estimando que as medidas propostas representem um crescimento adicional de 3% no PIB da União Europeia até 2010. Além disso, pretende que os 25 países da UE criem 6 milhões de novos postos de trabalho, no mesmo período.

«A estratégia de Lisboa estava correcta mas a sua implementação foi pobre», disse o Presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, na intervenção de hoje, onde está a apresentar a nova estratégia.

A Comissão Europeia emitiu uma lista de recomendações para a revisão a médio prazo da Estratégia de Lisboa.

O programa da Comissão visa tornar a Europa mais atractiva para o investimento e o trabalho. Para isso, pretende assegurar a abertura dos mercados em áreas como a energia, os serviços financeiros e os serviços, a redução dos custos administrativos, a expansão e o desenvolvimento das infra-estruturas europeias e a harmonização da tributação às empresas.

O braço executivo da UE aponta também como prioridade o investimento na educação e na inovação além de apostar na redução do desemprego dos jovens e na modernização dos sistemas de segurança social.

A remoção dos obstáculos à mobilidade dos trabalhadores e a reforma dos Fundos Estrutural e de Coesão de modo a serem orientados para investir no capital humano são outros dos objectivos fixados.

A Comissão Europeia quer que a UE invista cerca de 3% do seu PIB em investigação e desenvolvimento (I&D).