Negócios num minuto  Como está a evoluir a idade efectiva de reforma?

Como está a evoluir a idade efectiva de reforma?

A idade legal da reforma subiu além dos 66 anos, ao mesmo tempo que se agravaram as penalizações. Com que resultados? Catarina Almeida Pereira, jornalista do Negócios, explica o que aconteceu, tanto no público como no privado.
A carregar o vídeo ...
Negócios 10 de agosto de 2017 às 15:05



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 11.08.2017

Caro Negócios, convém elucidar o povo deste cantinho à beira mar plantado sobre o facto de cinco dos seis sistemas públicos de pensões do Reino Unido não terem dinheiro para pagar os benefícios que prometeram aos beneficiários ou que os beneficiários prometeram a si mesmos numa atitude que teve tanto de tresloucada como de presunçosa. E no UK as medidas que se impõem começam a ser tomadas... Cá a situação em nada é melhor. E reestruturar o sistema só quando aquele colapsar repentinamente deixando um penoso e desolado rasto de destruição em todos os sectores do Estado, da economia e da sociedade, tal como é hábito em terras lusas. "Five out of six of Britain’s “final salary” pension schemes do not have enough money to pay the pensions promised to workers, according to the latest official analysis of the £1.3 trillion sector." www.telegraph.co.uk/pensions-retirement/financial-planning/why-these-are-the-last-moments-of-britains-final-salary-pensions/

comentários mais recentes
Anónimo 11.08.2017

Giza ai um decreto com os teus amigos de coligação que proclame que Portugal vai crescer 3,1% (como a Espanha este ano) ou 4,1% como a Irlanda. E já agora ponham lá também que a Segurança Social é sustentável e não está a prometer tudo hoje para não dar nada amanhã, o excedentarismo não existe, alguma vez existiu ou virá a existir e a Terra é plana.

Anónimo 11.08.2017

Caro Negócios, convém elucidar o povo deste cantinho à beira mar plantado sobre o facto de cinco dos seis sistemas públicos de pensões do Reino Unido não terem dinheiro para pagar os benefícios que prometeram aos beneficiários ou que os beneficiários prometeram a si mesmos numa atitude que teve tanto de tresloucada como de presunçosa. E no UK as medidas que se impõem começam a ser tomadas... Cá a situação em nada é melhor. E reestruturar o sistema só quando aquele colapsar repentinamente deixando um penoso e desolado rasto de destruição em todos os sectores do Estado, da economia e da sociedade, tal como é hábito em terras lusas. "Five out of six of Britain’s “final salary” pension schemes do not have enough money to pay the pensions promised to workers, according to the latest official analysis of the £1.3 trillion sector." www.telegraph.co.uk/pensions-retirement/financial-planning/why-these-are-the-last-moments-of-britains-final-salary-pensions/

POLICIA,GNR MILITARES VELHINHOS AOS 60 ANOS S/CORT 11.08.2017

ESTA NOTICIA ESTÁ ERRADA

A NÃO SER QUE SEJA SÓ PARA OS CIDADÃOS PORTUGUESES DE 2ª CLASSE CONSIDERADOS GRUNHOS E ESCRAVOS

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub