Eleições Como vai ser a noite eleitoral nos canais de televisão

Como vai ser a noite eleitoral nos canais de televisão

As primeiras projecções dos resultados das eleições serão conhecidas às 20h. A emissão especial da RTP arranca às 18h30, enquanto as da SIC e da TVI começam às 20h.
Como vai ser a noite eleitoral nos canais de televisão
Correio da Manhã
Sara Ribeiro 28 de setembro de 2017 às 21:40
No domingo, 1 de Outubro, cerca de 9,3 milhões de eleitores vão ser chamados para escolher os autarcas de 308 câmaras municipais e de 3.092 freguesias. E, como é hábito, os canais de televisão vão acompanhar em directo, passo a passo, os resultados das eleições autárquicas.
A RTP3 vai ser a primeira a arrancar com a emissão especial às 18h00. A partir das 18h30 a cobertura eleitoral é transmitida em simultâneo no canal de informação e na RTP1 e "irá permanecer em emissão até que se justifique", segundo fonte oficial do canal público.

Às 20h00, a RTP revela as primeiras projecções da Universidade Católica. "O politólogo Pedro Magalhães será o convidado da RTP para a análise dos resultados que irão sendo conhecidos ao longo da emissão", detalha a empresa liderada por Gonçalo Reis.

A emissão na SIC Notícias começa às 19 horas,  enquanto na SIC a transmissão – conduzida por Rodrigo Guedes de Carvalho, Clara de Sousa e Pedro Mourinho – vai arrancar às 20h, tal como na TVI.

Será também a partir das 20h que a SIC conta ter as primeiras projecções da noite eleitoral, as quais depois serão analisadas pelos vários comentadores que o canal de Carnaxide terá em estúdio.  Santana Lopes, António Vitorino, Francisco Louçã, Marques Mendes, Pacheco Pereira, Jorge Coelho e Miguel Sousa Tavares são os nomes principais.

Já a CMTV, fará a cobertura eleitoral ao longo de todo o dia, com directos de todo o país. À noite,  o canal do grupo Cofina, que detém o Jornal de Negócios, irá analisar de forma mais detalhada os resultados com a ajuda de João Pereira Coutinho, o comentador principal da noite eleitoral da CMTV.

O painel de comentadores da RTP, que será conduzido por João Adelino Faria,  vai contar com Augusto Santos Silva, Miguel Poiares Maduro, Pedro Mota Soares, João Oliveira e José Manuel Pureza.

Miguel Júdice, Constança Cunha e Sá e Sérgio Figueiredo são alguns dos nomes que integram a lista de comentadores da emissão da TVI que será liderada por José Alberto Carvalho, Judite Sousa e Pedro Pinto.

A partir do fecho das urnas em todo o país, a CMTV vai transmitir "em permanência os resultados eleitorais dos 308 concelhos em disputa". No caso da SIC e da TVI, a emissão especial será transferida para os respectivos canais de informação que continuarão a analisar os resultados durante o resto da noite.

A que horas se pode deitar?

Ora aí está uma pergunta à qual é impossível responder. O que se sabe é a hora a que os votos começam a ser contados – e isso acontece imediatamente após o encerramento das urnas. A partir das oito, os resultados começam a ser divulgados através dos meios oficiais, sendo apimentados pelas projecções das empresas de sondagens. Porém, a fragmentação natural das autárquicas torna o desfecho mais imprevisível. Basta, por exemplo, a corrida estar muito renhida numa ou duas câmaras importantes para que o balanço político seja adiado por mais uma hora. Arriscando um prognóstico, é provável que pelas 23h já se tenha o quadro completo. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Invicta 01.10.2017

O melhor mesmo, vai ser no Porto Canal: Socras em comentador. Não lembrava ao diabo!

General Ciresp 28.09.2017

Porra o pais esta mesmo velho.Nas proximas eleicoes contam-se pelos os dedos as criancas de tenra idade.Secalhar e assim:quem nao vota,nao vai perder tempo em ver quem e quem votaram,eu nao,e secalhar maioria dos portugueses vao-me seguir.Autentica algazarra.