Política Comunicado de Paulo Portas a anunciar demissão

Comunicado de Paulo Portas a anunciar demissão

Leia aqui na íntegra o comunicado.
Comunicado de Paulo Portas a anunciar demissão
Miguel Baltazar
Lusa 02 de julho de 2013 às 17:15

 

"Apresentei hoje de manhã a minha demissão do Governo ao Primeiro-Ministro"

 

"Com a apresentação do pedido de demissão, que é irrevogável, obedeço à minha consciência e mais não posso fazer"

 

"São conhecidas as diferenças políticas que tive com o Ministro das Finanças. A sua decisão pessoal de sair permitia abrir um ciclo político e económico diferente. A escolha feita pelo Primeiro-Ministro teria, por isso, de ser especialmente cuidadosa e consensual"

 

"O Primeiro-Ministro entendeu seguir o caminho da mera continuidade no Ministério das Finanças. Respeito mas discordo"

 

"Expressei, atempadamente, este ponto de vista ao Primeiro-Ministro que, ainda assim, confirmou a sua escolha. Em consequência, e tendo em atenção a importância decisiva do Ministério das Finanças, ficar no Governo seria um acto de dissimulação. Não é politicamente sustentável, nem é pessoalmente exigível"

 

"Ao longo destes dois anos protegi até ao limite das minhas forças o valor da estabilidade. Porém, a forma como, reiteradamente, as decisões são tomadas no Governo torna, efectivamente, dispensável o meu contributo"

 

"Agradeço a todos os meus colaboradores no Ministério dos Negócios Estrangeiros a sua ajuda inestimável que não esquecerei. Agradeço aos meus colegas de Governo, sem distinção partidária, toda a amizade e cooperação"




A sua opinião20
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 3 semanas

Como brasileiro que ama Portugal,aonde tenho familia,acompanho diariamente o que ocore em Portugal.Acho que o Paulo Portas tem todo direito,de renunciar,mais não dessa maneira voluntariosa aonde não pensou na Patria,pois conhece as dificuldades economicas,que passa o País, que só Deus conseguiria resolver sem,sacrificio do povo Portugues.Não digo que seja um traidor da Patria,mais que não pensou nas consequencias,que só ira piorar a situação de Portugal.Gol contra Paulo Portas.

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

...Politiqueiro e covarde...

Anónimo Há 3 semanas

UM PEQUENO COMENTÁRIO_______ ENQUANTO não os vir Á BOFATADA UNS AOS OUTROS NO PARLAMENTO. Continuam todos a ser____ FARINHA DO MESMO SACO.

Anónimo Há 3 semanas

Eu sempre disse que o Senhor é sinonimo de garoto, agora a voça decisâo vem justificar que a minha apreciaçâo éra e é exacta...mas agora adiciono mais um qualificativo: Imaturo!

Anónimo Há 3 semanas

Se compreendo bem, so era possivel continuar se sobestituice Gaspar???que grande a cena...

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub