Política Concelhia do PSD exclui acordo com Rui Moreira no Porto

Concelhia do PSD exclui acordo com Rui Moreira no Porto

O presidente da concelhia do PSD do Porto, Miguel Seabra, garantiu hoje à Lusa que "não vai haver nenhum acordo" com o movimento independente de Rui Moreira para a Assembleia Municipal.
Concelhia do PSD exclui acordo com Rui Moreira no Porto
Lusa 23 de outubro de 2017 às 11:57
"Não vai haver nenhum acordo com Rui Moreira", disse Miguel Seabra à Lusa, acrescentando que os eleitos do PSD terão "uma atitude responsável e agirão em conformidade com essa atitude".

Nas eleições autárquicas de 01 de Outubro, o independente Rui Moreira foi reeleito presidente da Câmara do Porto com maioria absoluta (elegeu sete vereadores, contra quatro do PS, um do PSD/PPM e um da CDU), mas não alcançou maioria na Assembleia Municipal (AM).

Contabilizando os presidentes das juntas de freguesia (Campanhã manteve-se do PS e Paranhos do PSD), a AM do Porto, cujo presidente é eleito pelos deputados, passa a ser composta por 21 eleitos pelo movimento independente e 25 eleitos das restantes forças políticas (PS, PSD, CDU, BE e o estreante PAN).

Os eleitos do PSD no Porto estiveram reunidos ao início da noite de domingo.

A tomada de posse dos novos órgãos autárquicos está marcada para quarta-feira à tarde, no Rivoli, sendo que a reunião da AM para eleição do presidente decorrerá a partir das 19:30.

O movimento independente de Rui Moreira apresentou como cabeça-de-lista à AM Miguel Pereira Leite, presidente cessante daquele órgão, enquanto o PS apresentou Luís Braga da Cruz, o PSD Pedro Duarte, a CDU Rui Sá e o BE João Semedo.



A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub