Economia Concertos de Ano Novo condicionam trânsito na Baixa de Lisboa

Concertos de Ano Novo condicionam trânsito na Baixa de Lisboa

O trânsito na Baixa de Lisboa vai sofrer alguns condicionamentos hoje à noite devido aos concertos inseridos nas festividades da passagem do ano, mas o Metro vai funcionar toda a noite, indicou a Câmara Municipal.
Concertos de Ano Novo condicionam trânsito na Baixa de Lisboa
Reuters
Lusa 31 de Dezembro de 2016 às 11:55

Em comunicado, a autarquia avisa que a circulação automóvel vai ser interrompida a partir das 18:00 na Avenida Infante D. Henrique, Avenida 24 de Julho e na zona envolvente ao Rossio, Praça da Figueira e Terreiro do Paço, onde se vão realizar os concertos de Rui Veloso e Agir.

 

O trânsito será reaberto "logo que estejam garantidas as condições de segurança viária e pedonal, após a limpeza dos arruamentos envolventes".

 

O Metropolitano de Lisboa vai manter a Linha Azul em funcionamento durante toda a noite, estando abertas as estações da Pontinha, Colégio Militar, Jardim Zoológico, Praça de Espanha, Marquês de Pombal, Restauradores, Baixa Chiado e Santa Apolónia.

 

A estação Terreiro do Paço encerra pelas 23:45 e as restantes linhas e estações da rede metro encerram no horário normal (01:00).

 

No domingo, na sequência do concerto da Raquel Tavares, o trânsito vai ser cortado entre as 16:00 e as 20:00 na Avenida Ribeira das Naus.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
surpreso Há 3 semanas

O PS só pede que votem no Medina,não percebem?

Anónimo Há 3 semanas

Se é festa, que seja festa, óh Zé. Na falta de melhor, dão-nos música e nós, pimba e paga, pimba e paga, pimba e paga, pimba e paga e paga...paga...paga...paga...mas somos muito felizes, porra!

pub