Conjuntura Confiança dos empresários alemães sobe para máximos de 2014

Confiança dos empresários alemães sobe para máximos de 2014

O índice do Instituto Ifo que mede a confiança dos empresários alemães cresceu para o nível mais alto em mais de dois anos, numa altura em que a maior economia europeia dá sinais de sólida recuperação.
Confiança dos empresários alemães sobe para máximos de 2014
Rita Faria 25 de outubro de 2016 às 09:36

A confiança dos empresários alemães subiu, em Outubro, para o nível mais alto em mais de dois anos. O índice do Instituto Ifo que mede o sentimento dos empresários aumentou de 109,5 pontos, em Setembro, para 110,5 pontos este mês, segundo os dados revelados esta terça-feira, 25 de Outubro.

A leitura de Outubro é a mais elevada desde Abril de 2014, e superior ao esperado pelos economistas consultados pela Bloomberg, que apontavam para os 109,6 pontos.

Os dados são mais um sinal de que a maior economia da Europa está a ultrapassar um abrandamento temporário. A produção das fábricas germânicas cresceu, em Outubro, ao ritmo mais rápido em três anos, em grande medida para dar resposta à crescente procura por parte dos Estados Unidos e Ásia.

O índice do Ifo que mede as condições económicas actuais subiu de 114,7 para 115 pontos, enquanto as expectativas cresceram de 104,5 para 106,1.

O banco central alemão - o Bundesbank – já desvalorizou o abrandamento do crescimento económico no terceiro trimestre, considerando-o "temporário". As expectativas em relação aos negócios e exportações sugerem que a produção industrial deverá melhorar no próximo mês, segundo avançou o banco central esta segunda-feira. 


A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub