Política Conselho Nacional do PSD reúne-se na segunda-feira para marcar directas e Congresso

Conselho Nacional do PSD reúne-se na segunda-feira para marcar directas e Congresso

O secretário-geral do PSD propôs esta terça-feira no Conselho Nacional a realização de uma nova reunião daquele órgão na próxima segunda-feira para marcação de eleições directas internas e do Congresso social-democrata.
Conselho Nacional do PSD reúne-se na segunda-feira para marcar directas e Congresso
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 03 de outubro de 2017 às 22:11

A proposta feita por José Matos Rosa na reunião do Conselho Nacional do PSD que decorre num hotel de Lisboa desde cerca das 21:25 surgiu na sequência da ideia avançada pelo presidente do partido, Pedro Passos Coelho, em antecipar o calendário previsto para as eleições directas e o Congresso do partido.

 

Esse calendário previa a realização de um Conselho Nacional a meio de Novembro para marcar as directas e a reunião magna do partido, com as eleições internas a decorrerem entre o final de Janeiro e o início de Fevereiro e o Congresso um mês depois.

 

Pedro Passos Coelho comunicou hoje ao Conselho Nacional que não se recandidatará ao cargo, justificando a saída com os resultados das autárquicas e por entender que será mais vantajoso para o partido ter uma nova liderança.

 

"Se eu permanecesse vitorioso à frente do PSD, como líder do PSD, em vez de estar a construir uma alternativa de Governo, estaria em permanência a combater o preconceito e a ideia feita de que estava agarrado ao poder do partido e de que estava a resistir ceder o lugar a quem tem melhores ideias, melhores estratégias para levar o partido a melhor porto", justificou Pedro Passos Coelho, numa intervenção perante o Conselho Nacional, aberta à comunicação social.




pub