Política Constança Urbano de Sousa: "Tirarei as devidas ilações" se comissão detectar falhas graves

Constança Urbano de Sousa: "Tirarei as devidas ilações" se comissão detectar falhas graves

"Tiraremos as devidas ilações e eu tirarei naturalmente as devidas ilações. Agora, neste momento, eu acho que é muito prematuro estar aqui a seguir pelo caminho que é fácil, era o caminho mais fácil a seguir, ia satisfazer uma certa apetência que alguns têm pelo sangue, se quisermos. Mas ia resolver algum problema?", questiona a ministra.
Constança Urbano de Sousa: "Tirarei as devidas ilações" se comissão detectar falhas graves
Cofina Media
Lusa 25 de junho de 2017 às 11:06

A ministra da Administração Interna afirmou hoje que tirará "as devidas ilações" caso a comissão de peritos independentes que vai investigar o incêndio de Pedrógão Grande conclua que houve falha dos serviços que tutela.

Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, hoje divulgada, Constança Urbano de Sousa, responde desta forma à pergunta se pensa demitir-se caso esta comissão, proposta pelo PSD e aceite pelo Governo, determinar que houve responsabilidades da tutela.

 

"Tiraremos as devidas ilações e eu tirarei naturalmente as devidas ilações. Agora, neste momento, eu acho que é muito prematuro estar aqui a seguir pelo caminho que é fácil, era o caminho mais fácil a seguir, ia satisfazer uma certa apetência que alguns têm pelo sangue, se quisermos. Mas ia resolver algum problema?", questiona a ministra.

 

Na longa entrevista, Constança Urbano de Sousa afirma que a demissão seria "a solução mais fácil para si", mas defende que, "numa altura em que o país precisa de tantas respostas, em que o país necessita de regressar à normalidade", é preciso "ter também a coragem para enfrentar os problemas".

 

"Eu sei que o acontecimento foi trágico e a via mais fácil seria encontrar um culpado, resolvia-se o problema dizendo: pronto, a ministra demitiu-se e o problema está resolvido", mas é preciso "perceber perfeitamente aquilo que aconteceu".

 

"Infelizmente nós não conseguimos por uma arte mágica sabê-lo de um momento para o outro, é necessário obter muita informação, é necessário analisá-la, é necessário cruzá-la e de muitas fontes, não é um processo simples e linear", sustenta.

 

Por outro lado, salienta, Portugal tem "um período muito difícil pela frente, a época de incêndios" e o sistema de proteção civil tem de funcionar para "enfrentar as duras batalhas" que podem acontecer nos próximos meses.

 

"Portanto isso [a demissão] seria estar neste momento também a fragilizar [a estrutura]", remata.

 

A ministra destaca também a investigação que já está a decorrer, nomeadamente um inquérito do Ministério Público, para averiguar a causa das 64 mortes e dos mais de 200 feridos nos incêndios de grandes dimensões que atingiram a região centro.

 

"É uma tragédia que temos que lamentar, com causas que têm que ser averiguadas. Temos de saber o que é que causou aquelas mortes, se houve negligência, se não houve. Portanto, é um processo que está neste momento em curso", frisa.

 

Paralelamente, adiantou: "Estamos a pedir muita informação e a coligir muita informação dispersa por várias entidades que operaram naquele terreno, de forma a podermos analisá-la, cruzá-la e tirar ilações que não sejam precipitadas. Isso é um trabalho que não se faz, infelizmente, de um dia para o outro".

 

Também é preciso perceber de "uma forma muito aprofundada", e de um ponto de vista científico, o fenómeno que causou o incêndio, disse a ministra.

Nesse sentido, o Governo apoia "incondicionalmente a constituição de uma comissão técnica especializada da Assembleia da República que, com transparência e independência" possa também dar "melhores respostas e boas respostas" sobre o que aconteceu.

 

"Essa resposta tem que ser dada de forma cabal e não pode ser dada de forma parcelar ou de forma intermitente. As coisas têm o seu tempo e não podemos estar aqui neste clima, se quisermos, de um processo de caça às bruxas para tentar encontrar culpados", defende.




A sua opinião20
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado SÍTIO MUITO MANHOSO Há 3 semanas


...Cara Senhora Ministra :
A senhora não tem que se demitir de coisa nenhuma...Eu, não lho admito, pois mostrou aos pulhíticos que agora andam a cuspir, a vomitar barbaridades que uma catástrofe da natureza não pode ser travada por qualquer ser humano ! ! !
Parabéns por ter estado no terreno á frente de homens que comanda e pela forma como o fez . . . ao contrário dos tais pulhíticos que só apareceram para cuspir o fel que os move atirando culpas para cima de quem as não tem , alguns até que estiveram em governação anterior , que nada fizeram a não ser destruir o país roubando tudo e todos e vendendo o que não lhes pertencia pela calada da noite !
Mantenha-se no seu posto pois está a fazer uma óptima governação assim como os seus colegas correspondendo à classe do melhor Presidente da República da história do nosso Portugal ! ! !

comentários mais recentes
Amado.em.a.SªMinistra"sexy". Há 3 semanas

A nossa "forma de estar" facilita a falha / inata. Vamos Todos contribuir para uma melhoria continua das nossas sociedades e os nossos netos viverão melhor. Constatamos a banalização da violência e a exposição dela pelos "média" como espectáculo / filme. O fogo/desastre atualmente tem o seu lugar.

Ó Sra. Ministro. diga-me uma coisa... Há 3 semanas

Na 5feira de manhã na A1 passou por mim um jipe de comando( letras garrafais) Mercedes...
Então os meus impostos são torrados a comprar jipes de 100000 €?
A Proteção Civil não poderá ter jipes de 27000€, em vez de jipões de luxo?

SÍTIO MUITO MANHOSO Há 3 semanas


...Cara Senhora Ministra :
A senhora não tem que se demitir de coisa nenhuma...Eu, não lho admito, pois mostrou aos pulhíticos que agora andam a cuspir, a vomitar barbaridades que uma catástrofe da natureza não pode ser travada por qualquer ser humano ! ! !
Parabéns por ter estado no terreno á frente de homens que comanda e pela forma como o fez . . . ao contrário dos tais pulhíticos que só apareceram para cuspir o fel que os move atirando culpas para cima de quem as não tem , alguns até que estiveram em governação anterior , que nada fizeram a não ser destruir o país roubando tudo e todos e vendendo o que não lhes pertencia pela calada da noite !
Mantenha-se no seu posto pois está a fazer uma óptima governação assim como os seus colegas correspondendo à classe do melhor Presidente da República da história do nosso Portugal ! ! !

jorge Há 3 semanas

Os "alguns " não tem apetência por nenhum Sangue . A única apetência que tenho, é de estabelecer responsabilidades, neste enorme drama que desgraçou a vida de muitas pessoas. Nos incêndios, passados e futuros há razões, há consequências e incompetências! e culpados ao Sol !

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub