Conjuntura Consumidores portugueses arrancam o ano menos confiantes. Clima económico estabiliza

Consumidores portugueses arrancam o ano menos confiantes. Clima económico estabiliza

A confiança dos consumidores caiu relativamente ao final do ano passado, enquanto o clima económico se manteve estável face a Dezembro.
Consumidores portugueses arrancam o ano menos confiantes. Clima económico estabiliza
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 30 de janeiro de 2018 às 10:27

A confiança dos consumidores portugueses diminuiu no arranque deste ano, enquanto o clima económico estabilizou, revela o Instituto Nacional de Estatística (INE) esta terça-feira, 30 de Janeiro.

 

No Inquérito de Conjuntura às Empresas e aos Consumidores, relativo ao mês de Janeiro, o INE mostra que o indicador que mede a confiança dos portugueses fixou-se em 1,3 pontos, o que representa uma desaceleração expressiva face aos dois últimos meses do ano passado (2,3 pontos).

 

Esta diminuição do indicador em Janeiro "reflectiu os contributos negativos das perspectivas relativas à evolução da situação económica do país, da situação financeira do agregado familiar e, em menor grau, da poupança, verificando-se um contributo positivo das perspectivas relativas à evolução do desemprego", explica o INE.

 

Já o clima económico estabilizou em relação a Dezembro nos 1,9 pontos, o que também representa um abrandamento face aos meses anteriores, já que entre Maio e Novembro do ano passado, este indicador se manteve sempre acima dos 2 pontos.

 

Na construção e obras públicas, a tendência foi a inversa, com a confiança a crescer em Janeiro pela primeira vez em quatro meses, impulsionada pela melhoria das perspectivas de emprego e opiniões sobre a carteira de encomendas.

 

A confiança também melhorou nos serviços ao passo que recuou no comércio, depois das subidas registadas nos dois meses anteriores.

 




pub