Política "Continuo a ser Pedro Santana Lopes e a assumir tudo o que fiz"

"Continuo a ser Pedro Santana Lopes e a assumir tudo o que fiz"

O candidato derrotado à liderança do PSD, Santana Lopes, afirmou esta noite que, mesmo que soubesse à partida que ia perder esta disputa, teria assumido na mesma o combate político "para clarificar".
"Continuo a ser Pedro Santana Lopes e a assumir tudo o que fiz"
Miguel A. Lopes/Lusa
Lusa 14 de janeiro de 2018 às 00:27

"Continuo a ser Pedro Santana Lopes e a assumir tudo o que fiz e agora junta-se mais esta campanha", afirmou, em declarações aos jornalistas, repetindo a frase com que, em 22 de Outubro, apresentou a sua candidatura em Santarém.

 

Visivelmente emocionado, o antigo primeiro-ministro afirmou que irá agora regressar à vida privada como advogado e docente universitário, embora sem nunca desistir do combate político. "Enquanto viver continuarei a lutar pelo que acredito", prometeu, admitindo não saber ainda qual será o próximo desafio.

 

Santana Lopes disse que sempre admitiu os dois cenários nestas eleições internas, mas assegurou que, ainda que soubesse que ia perder, teria concorrido. "Eu tinha de fazer este combate, tinha de fazer esta clarificação. Eu não ficaria bem com a minha consciência se não tivesse feito este caminho", justificou.

 

Questionado se irá "andar por aí", uma frase que disse quando deixou a liderança do partido em 2005, Santana respondeu: "Não, agora será mais por aqui, vou pensar, avaliar, muito obrigada a todos".

 

O ex-presidente da Câmara do Porto Rui Rio foi hoje eleito presidente do PSD com 54,37% dos votos, com uma diferença de cerca de 10 pontos percentuais para Pedro Santana Lopes, informou o partido.

 

Rui Rio será o 18.º presidente do PSD, partido fundado após 25 de Abril de 1974, sucedendo a Pedro Passos Coelho, eleito em 2010.




A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Água Ráz Há 2 dias

Quando vejo o Santana salta-me logo à vista na imagem do seu governo nos idos anos quando deslocou as pedras basilares para Évora com aquele grande benfiquista Gomes da Silva a comandar estilisticamente o estudo dos dossieres da verdade governativa! Como eles aparecem em todas? Isso é secreto!

General Ciresp Há 2 dias

Estiveste mesmo mesmo para deixar de ser Pedro Santana para passares a ser Pedro SACANA chica!

Anónimo Há 2 dias

Se Santana formar um novo partido, cai-lhe a máscara de grande aldrabão e o Carmo e a Trindade em cima dele.

Anónimo Há 3 dias

Agora que meta a viola no saco, deixe de vez os seus discursos avinagrados e deixe trabalhar. O PPD morreu quando o PSD nasceu.

ver mais comentários
pub