Ásia Coreia do Norte anuncia bomba de hidrogénio que pode ser colocada em míssil

Coreia do Norte anuncia bomba de hidrogénio que pode ser colocada em míssil

Segundo alega a agência noticiosa norte-coreana, a dimensão suficientemente pequena da bomba faz com que possa ser colocada num míssil intercontinental.
Coreia do Norte anuncia bomba de hidrogénio que pode ser colocada em míssil
Negócios com Reuters 02 de setembro de 2017 às 23:43
A Coreia do Norte anunciou este sábado, 2 de Setembro, ter alegadamente desenvolvido uma arma nuclear mais avançada, com "grande poder destrutivo", avança a agência de notícias norte-coreana, KCNA, citada pela Reuters.

Segundo a mesma fonte, em causa está uma bomba de hidrogénio com dimensão suficientemente pequena para ser colocada num novo míssil balístico intercontinental, tendo o líder norte-coreano, Kim Jong-Un - garante a agência -, inspeccionado um desses explosivos no Instituto de Armas Nucleares de Pyongyang. 

A potência desta bomba é ajustável a centenas de quilotoneladas e pode ser detonada a elevadas altitudes. A agência estatal acrescenta que os componentes da bomba são fabricados no país, o que permite construir tantas armas nucleares quanto pretendido.


"O instituto conseguiu recentemente conceber uma arma nuclear mais desenvolvida, fiel à intenção estratégica do [Partido dos Trabalhadores da Coreia] de provocar um ponto de viragem no armamento nuclear", acrescenta a KCNA, citada pela agência russa Sputnik.

A nova prova de força de Pyongyang surge depois de a Coreia do Norte ter efectuado há uma semana um novo disparo de um míssil que sobrevoou território japonês, levando a uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU e a nova condenação internacional.

Esta semana o presidente norte-americano, Donald Trump, que chegou a prometer "fúria e fogo nunca vistos" caso as provocações norte-coreanas continuem, acrescentou que "conversar não é resposta" para resolver o impasse.

No mês passado, a tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte intensificou-se depois de Pyongyang ter ameaçado disparar mísseis para as águas em torno da ilha de Guam, de administração norte-americana.

Em Julho, a Coreia do Norte testou dois mísseis balísticos intercontinentais que, de acordo com a opinião dos especialistas, têm capacidade para alcançar território norte-americano.


No início de 2016, a Coreia do Norte realizou o seu quarto ensaio nuclear, alegadamente com sucesso e envolvendo uma bomba de hidrogénio, embora peritos internacionais tenham na altura considerado que parecia ter-se tratado da detonação de uma arma de fissão intensificada, recorda a agência noticiosa sul-coreana Yonhap.


(Notícia actualizada às 00:01 de domingo, 3 de Setembro, com mais informação)



A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado JCG Há 2 semanas

Eu aprendi em miúdo que um tipo só deve oferecer porrada a outro se estiver mesmo disposto a executar (ou pelo menos tentar) a ameaça. O tipo A diz ao B: não me empurres que eu dou-te um estalo... o tipo B empurra e o A encolhe-se... não há coisa pior! Se não está disposto a dar o passo, não ameace em vão, porque aí o outro vai mesmo perceber que está a lidar com um fraco e vai fazer ainda pior.
Mas não há quem ponha um pedaço de chumbo na abóbora dessa figurinha grotesca do coreano?!...

comentários mais recentes
JCG Há 2 semanas

Eu aprendi em miúdo que um tipo só deve oferecer porrada a outro se estiver mesmo disposto a executar (ou pelo menos tentar) a ameaça. O tipo A diz ao B: não me empurres que eu dou-te um estalo... o tipo B empurra e o A encolhe-se... não há coisa pior! Se não está disposto a dar o passo, não ameace em vão, porque aí o outro vai mesmo perceber que está a lidar com um fraco e vai fazer ainda pior.
Mas não há quem ponha um pedaço de chumbo na abóbora dessa figurinha grotesca do coreano?!...

AVANCE O PRIMEIRO Há 2 semanas

Pois , é que nenhum tem coragem de começar, mas o azar pode aparecer por parte da Coreia do Norte, se houver mortes , então poderá mesmo e, no locar onde esta quadrilha se encontra ficar reduzido a cinzas.

General Ciresp Há 2 semanas

Entao o porquinho nao sabe que quando iscar uma bicha tem de a lancar fora,coitado fanou o dedo apuntador.Acho que nao se perde nada,mesmo que se de baixa,nao se da pela falta.So precisa da cabeca para assanar sim ou nao.

Anónimo Há 2 semanas

Regime apoiado fortemente pela CHINA e dependente e exportador igualmente de mts produtos dos e para EUA e CHINA estamos perante uma grande palhaçada.O corte total das exportações e importações levaria o regime ao colapso enfim mais uma vez uma verdadeira palhaçada internacional.

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub