Mundo Coreia prepara lançamento de míssil capaz de atingir EUA, dizem russos

Coreia prepara lançamento de míssil capaz de atingir EUA, dizem russos

Deputados russos que estiveram de visita a Pyongyang dizem que há até "cálculos matemáticos" para provar que o míssil consegue atingir a costa oeste dos Estados Unidos.
Coreia prepara lançamento de míssil capaz de atingir EUA, dizem russos
Negócios 06 de outubro de 2017 às 17:47

A Coreia do Norte está a preparar o lançamento de um míssil de longo alcance com capacidade para atingir a costa oeste dos Estados Unidos, segundo avançou a agência noticiosa RIA, que cita um deputado russo.

 

De acordo com a agência, Anton Morozov, membro do comité de assuntos internacionais, e dois outros deputados russos, visitaram a capital norte-coreana Pyongyang entre 2 e 6 de Outubro.

 

"Estão a preparar novos testes com um míssil de longo alcance. Até nos deram cálculos matemáticos que acreditam provar que o seu míssil pode atingir a costa oeste dos Estados Unidos", afirmou Morozov, citado pela RIA.

 

Só desde Fevereiro, o regime de Pyongyang já lançou 22 mísseis durante 15 testes, os últimos dos quais sobre o Japão, a 29 de Agosto e 15 de Setembro.

 

O mais recente aconteceu depois de os 15 membros do Conselho de Segurança da ONU terem aprovado, por unanimidade, as sanções "mais duras de sempre" sobre a Coreia do Norte.

 

As conversações começaram uma semana antes, quando o regime liderado por Kim Jong-un testou a bomba de hidrogénio, a 3 de Setembro.

 

Os Estados Unidos já deram sinais de que não dispostos a entrar em negociações com a Coreia do Norte, com o presidente Donald Trump a criticar abertamente o secretário de Estado Rex Tillerson por "desperdiçar o seu tempo" a tentar negociar com o "pequeno homem-míssil".

 

A mensagem foi escrita, na semana passada, pelo líder da Casa Branca no Twitter, acompanhada da garantia de que os Estados Unidos vão fazer "o que tem de ser feito". Ontem, Trump voltou a deixar uma ameaça no ar, referindo, num encontro com líderes militares, que aquele momento representava "a calma antes da tempestade"




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
o pinpong JÁ FOI ESTRIPADO Há 1 semana

CAMBADA de BURROS o LEITÃO já há mais de um MÊS que foi estripado e ASSADO

Do Piçalho Há 1 semana

É claro que isto é só para assustar porque os USA já estão a afiar a faca . Se fosse a sério escondiam os cálculos que devem ter dado uma grande trabalheira mas não é de fiar eles vão tentar mas não é já

Invicta Há 1 semana

Se fosse ao contrário, havia problema. Assim, são os grandes democratas da Coreia do norte a mandar, está tudo bem.

O sub-título é fantástico... Há 1 semana

"Deputados russos que estiveram de visita a Pyongyang dizem que há até "cálculos matemáticos" "... então os deputados russos pensavam que os coreanos construiam os misseís sem fazerem cálculos?
Ou é dos deputados russos ou do jornalista, a quem é que falta massa cinzenta?

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub