Economia Cortes de salários na Função Pública avançam em 2014

Cortes de salários na Função Pública avançam em 2014

A revisão das tabelas salariais da Função Pública vai avançar, confirmou esta quinta-feira a ministra das Finanças, acrescentando que será incluída na proposta de Orçamento do Estado para 2014.
Cortes de salários na Função Pública avançam em 2014
Catarina Almeida Pereira 03 de Outubro de 2013 às 19:07

A revisão das tabelas salariais e dos suplementos da Função Pública vai mesmo avançar no início de 2014, confirmou esta quinta-feira a ministra das Finanças.

 

"Essa medida faz parte das que tinham sido acordadas" durante a sétima avaliação e "é para avançar", disse Maria Luís Albquerque.

 

A proposta será incluída no diploma sobre o Orçamento do Estado para 2014, acrescentou.

 

A revisão das tabelas salariais e dos suplementos da Função Pública foi anunciada em Maio pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, que na altura indicou que o objectivo é poupar 445 milhões de euros, de forma permanente.




A sua opinião58
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado 50 paus 03.10.2013

Pois eu sou enfermeiro numa EPE, trabalho as 40h há 10 anos e ganho limpos 4€ (998€ por mês) à hora. No Natal vou trabalhar de tarde e sabem quanto vou ganhar a mais? 1€ limpos por hora. Voces trabalhariam assim? E ainda aposto que acham que ganho bem...

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

A magalada do Generalato e afins estão calados que nem ratos.Querem ver que esta medida lhes vai passar ao lado.Só faltava mais esta.

emar Há 3 semanas

É lamentável ler tantas imbecilidades... Será que ainda não perceberam que o que se pretende é colocar trabalhadores contra trabalhadores. Caro anónimo lamento informa-lo mas parece-me desatualizado, pois já ninguém recebe 100% do seu vencimento se faltar por motivo de doença. São descontados na totalidade os 3 primeiros dias e dos restantes são pagos apenas 90%. Quanto ao número de dias de férias também anda um pouco desatento, pois o seu número total passará a ser de 22 dias já no próximo ano. Também caso ainda não tenha percebido já se trabalham 40 horas semanais. Por outro lado aquela entidade de que tanto se fala, a ADSE, já se desconta neste momento 2,25%, ao contrário dos 1% que vossa Exª desconta para a Segurança Social. E para terminar de forma graciosa não se esqueça que além dos Subsídios de Férias e Natal não recebidos em 2012, desde 2011 foram aplicados cortes entre os 3,5% e 10% sobre os vencimentos. Onde estão as regalias? Satisfeitos não podem estar os FP, os quais estão a ser assaltados diariamente! Quanto ao facto de se não estão satisfeitos podem bater com a porta e ir para o privado só tenho a dizer-lhe uma coisa, certamente o que vossas excelências gostariam, era serem funcionários públicos, mas a inveja e limitação é tão grande que não percebem que se os FP baterem com a porta, o desemprego aumentará e consequentemente a economia será afectada, pois já não poderão os "inúteis", como nos apelidam, consumir e portanto criar riqueza e consequentemente manter os vossos postos de trabalho. Posto isto e caso ainda não tenham percebido já não seremos 17% no desemprego, mas talvez mais de metade do país e aí estamos arrumados de vez.

Anónimo 07.10.2013

Este povo ignorante que até elegeu bandidos corruptos que estão na cadeia ainda se queixa de que? Porrada em cima deste povo estúpido !!

Anónimo 07.10.2013

E o alho !!!!!!!!!!
Cortem o salário aos Ministros e as Limousines a todos desde Directores a presidentes de Fundações !!!!!!!!!!!!!!!!!!
Cortem com os lucros de quem muito ganha e ainda é perdoado em sede de fuga ao fisco!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

ver mais comentários
pub