Finanças Públicas Costa acredita que custos dos juros de Portugal vão ser ajustados em 2017

Costa acredita que custos dos juros de Portugal vão ser ajustados em 2017

"É muito provável que, ao longo de 2017, os próprios mercados ajustem o custo da nossa dívida face a valores mais compatíveis com a realidade económica do país", sustentou o primeiro-ministro.
Costa acredita que custos dos juros de Portugal vão ser ajustados em 2017
Bruno Simão/Negócios
Lusa 16 de Novembro de 2016 às 14:11

O primeiro-ministro afirmou hoje acreditar que, na sequência da mensagem europeia sobre o Orçamento para 2017 e perante dados do crescimento, os juros da dívida vão conhecer um ajustamento ao longo do próximo ano.

António Costa falava aos jornalistas antes de um encontro empresarial em Casablanca, depois de questionado sobre o peso da dívida na economia portuguesa e a possibilidade de os juros nos mercados financeiros poderem aumentar no próximo ano.

 

"É muito provável que, ao longo de 2017, perante números que se consolidam sobre o crescimento da economia e a mensagem de confiança da União Europeia relativamente à evolução orçamental portuguesa, os próprios mercados ajustem o custo da nossa dívida face a valores mais compatíveis com a realidade económica do país", sustentou o primeiro-ministro.

O juro da dívida portuguesa a 10 anos está esta quarta-feira, 16 de Novembro, a agravar-se em 17 pontos base para 3,66%, o nível mais elevado desde Junho.

A yield das obrigações do Tesouro a 10 anos estão em máximos:



 

 




A sua opinião25
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


PS ROUBA OS TRABALHADORES DO PRIVADO

Lá vem mais dinheiro para a malta dos direitos adquiridos...

E mais impostos para os outros portugueses.

Viver à custa dos outros é muito bom.

Mas para quem paga... não tem piada nenhuma.

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas


Comemorações Oficiais

FP . CGA – 40 ANOS A ROUBAR OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


AS PENSÕES DOURADAS DA CGA

As reformas mais antigas são as mais elevadas porque tiveram fórmulas mais favoráveis.

São também aquelas em que as pessoas se reformaram/aposentaram com menos idade.

Por isso devem ter os maiores cortes.


Ex: Muitas pessoas reformaram-se/aposentaram-se com 36 anos de descontos e 54 de idade.
Ou seja, muitas dessas pessoas vão estar mais anos a receber a pensão, do que os anos que trabalharam e descontaram.
Basta que vivam até depois dos 90 anos, o que se verifica com cada vez mais pessoas.

Pergunta: Estas pessoas fizeram descontos suficientes para terem a pensão que recebem?

Resposta: Não, nem para metade.

eduardo.santos Há 2 semanas

Não vale a pena chorares, os juros estão altos e irão estar por muito tempo, os agiotas que emprestam estão ganhar o deles -- fazem os preços de acordo com as figuras do governo-----são incompetentes e tem pagar por isso, somos todos a pagar

Pedro Lima Há 2 semanas

Neste momento estão mais próximos dos 4% e do limite DBRS do que da descida tão prometida. Vamos acabar mal como sempre. Socialistas só fazem merda. Mas o povo é ignorante e gosta do monhé.

David Leal Há 2 semanas

Há um ano dizia que o crescimento ia ser de 2,6%. Nem 1% vai alcançar....

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub