Saúde Costa diz que acordo com enfermeiros está "muito próximo"

Costa diz que acordo com enfermeiros está "muito próximo"

O primeiro-ministro defende que é uma "ilusão" pensar em aumentos de 400 euros, como querem os enfermeiros, mas disse que o acordo com o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses está "muito próximo".
Costa diz que acordo com enfermeiros está "muito próximo"
Bruno Colaço
Negócios 29 de setembro de 2017 às 11:31

O primeiro-ministro afastou esta sexta-feira a possibilidade de os enfermeiros terem um aumento de 400 euros agora, como reivindicam, mas adiantou que o acordo com o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) está "muito próximo". 

"Ninguém pode ter a ilusão de que tudo é possível e já", disse em entrevista à TSF quando questionado sobre o aumento de 400 euros exigido pelos enfermeiros, em protesto. 

António Costa lembrou que este não foi um compromisso assumido pelo Governo que contrapõe com um aumento de 150 euros. "Nunca assumimos este compromisso e não tem o mínimo de adesão à realidade económica", afirmou.

No entanto, o chefe do Governo mostrou-se optimista quanto à evolução das negociações. "Há pontos sobre os quais já chegámos a acordo" e "há pontos em que estamos em vias de chegar a acordo". "Tenho optimismo que seja possível", acrescentou, justificando que a indicação que tem da parte do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, é que "estamos muito próximos, neste momento, de chegar a acordo com o SEP". 

O líder do Executivo revelou estranhar a forma como os protestos têm decorrido. "Com toda a franqueza que tenho dificuldade em compreender a virulência deste protesto tendo em conta o quadro negocial que tem vindo a ser seguido e aquilo que está previsto."

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
José Há 3 semanas

Se conseguires fechar o acordo a tempo das eleições é óptimo.

Anónimo Há 3 semanas

Com o nosso dinheiro esse GERINGONCEIRO vai resolvendo tudo. O pior vai ser quando lhe acabar o crédito !!!!!!!

General Ciresp Há 3 semanas

Entao resolve la essa merda depressa porque ja estao mais,muito mais na GRELHA.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub