Segurança Social Costa: "Vieira da Silva não violou código de conduta"

Costa: "Vieira da Silva não violou código de conduta"

O primeiro-ministro voltou a defender esta quarta-feira o ministro da Segurança Social perante os ataques do PSD em relação a Vieira da Silva e ao caso Raríssimas.
Costa: "Vieira da Silva não violou código de conduta"
Lusa
Marta Moitinho Oliveira 20 de dezembro de 2017 às 17:19

O primeiro-ministro recusou esta quarta-feira que Vieira da Silva tenha violado o código de conduta ao tomar decisões enquanto ministro do Trabalho e da Segurança Social depois de ter tido responsabilidades nos órgãos sociais da associação Raríssimas antes de chegar ao Executivo.


"
Não violou o código de conduta, não violou a lei. Se tem conhecimento de algum facto acuse", respondeu António Costa a Hugo Soares, o líder da bancada parlamentar do PSD que tinha questionado se o ministro não estava a desrespeitar um código construído pelo próprio Governo.


O chefe do Governo falava no Parlamento durante o último debate quinzenal de 2017.


Vieira da Silva foi vice-presidente da Assembleia-Geral da Raríssimas, uma associação de apoio a pessoas com doenças raras, até entrar para o Governo em Novembro de 2015.


Costa garantiu ainda que o Governo tornará pública a auditoria que está a ser feita pela Segurança Social à Raríssimas, depois de uma polémica reportagem da TVI que dava conta de abusos de poder por parte da ex-presidente desta Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS).


Hugo Soares acusou o primeiro-ministro de "andar às voltas" e não responder se o ministro tomou ou não decisões sobre uma instituição na qual colaborou enquanto vice-presidente da Assembleia Geral.     




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
jc 21.12.2017

Na realidade violou o dever de verificar se o dinheiro que deu à instituição estava a ser correctamente utilizado, pois o dinheiro não era dele mas sim dos contribuintes.

Seu violão sem cordas me engana 21.12.2017

Usam o código conforme as conveniências e se violou na suécia não conta. O Babush deve de pensar que o pessoal vai no rol.

pub