Função Pública CReSAP tem 25 pedidos de concurso à espera que nova equipa esteja completa  

CReSAP tem 25 pedidos de concurso à espera que nova equipa esteja completa  

A nova equipa da CReSAP entrou em funções em Abril e está também à espera da "designação de novos vogais não permanentes e peritos para o prosseguimento dos procedimentos concursais".
CReSAP tem 25 pedidos de concurso à espera que nova equipa esteja completa  
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 16 de maio de 2017 às 17:42

A Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP) adiantou hoje que "há 25 pedidos de concursos" para dirigentes de cargos públicos à espera da nova equipa da comissão, liderada por Maria Júlia Ladeira.

 

Fonte oficial da CReSAP disse hoje à Lusa que estes 25 pedidos de concursos estão "a aguardar as condições para a constituição dos júris" e que, destes pedidos, "cinco foram solicitados após a entrada em funções da comissão actual", acrescentando que ao todo "transitaram 47 concursos para a nova comissão".

 

Sublinhando que a nova equipa entrou em funções em 1 de Abril, a fonte indica que está também à espera da "designação de novos vogais não permanentes e peritos para o prosseguimento dos procedimentos concursais".

 

Entretanto, "têm sido elaborados os pareceres solicitados pelo Governo" relativos à avaliação de pessoas indigitadas para cargos de gestor público, "cujas conclusões serão publicitadas, como habitualmente, na página da CReSAP logo que as nomeações sejam feitas".

 

Em Fevereiro, o Governo nomeou Maria Júlia Ladeira para presidente da CReSAP, tendo também nomeado José Maria Pedro, Maria dos Anjos Duarte e Maria da Conceição Matos para os cargos de presidente e vogais permanentes da CReSAP, respectivamente.

 

Maria Júlia Ladeira, indigitada para o cargo de presidente da CReSAP e com 40 anos de carreira na Administração Pública, foi ouvida na comissão parlamentar do Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa em janeiro, seguindo-se os três vogais indigitados, Maria da Conceição de Matos, que vem do Banco de Portugal, Maria dos Anjos Duarte e José Maria Pedro, ambos com percurso profissional na Administração Pública.       




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar