Conjuntura Crescimento das exportações volta a acelerar e supera o das importações

Crescimento das exportações volta a acelerar e supera o das importações

As exportações de bens cresceram 14,3% em Agosto face ao mesmo mês do ano passado, enquanto as importações subiram 12,8%.
Crescimento das exportações volta a acelerar e supera o das importações
Bruno Simão
Rita Faria 10 de outubro de 2017 às 11:07

As exportações portuguesas voltaram a acelerar em Agosto, depois de terem abrandado o ritmo de crescimento nos dois meses anteriores.

Segundo os dados revelados esta terça-feira, 10 de Outubro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), as vendas de mercadorias para o exterior aumentaram 14,3% em Agosto, face ao mesmo mês do ano passado, depois de terem subido 6,7% em Junho e 4,6% em Julho. O crescimento registado em Agosto foi o mais expressivo desde Maio (16,2%).

Já as importações de bens aumentaram 12,8% face a Agosto de 2016, tendo subido menos do que as exportações pela primeira vez desde Março.

No que respeita às exportações de bens, foram as vendas para fora da União Europeia que registaram a evolução mais sonante, com um crescimento de 23,3%, enquanto o comércio intra-UE subiu 10,7%. Já a evolução das importações foi sobretudo o resultado do aumento das compras a países da União Europeia, que cresceram 12,7%.

Segundo os dados revelados pelo INE, "os maiores contributos para a aceleração das vendas para o exterior provieram das categorias de material de transporte e de combustíveis e lubrificantes". Sem estes últimos, que têm preços mais voláteis, as exportações subiram 12,4% e as importações cresceram 14,7%.

Em relação a Agosto do ano passado, o défice da balança comercial de bens registou um acréscimo de 105 milhões de euros para um total de 1.316 milhões de euros. 

Os dados publicados pelo INE esta terça-feira referem-se apenas ao comércio de mercadorias, sendo que as exportações e importações de serviços, onde se inclui o turismo, são divulgadas pelo Banco de Portugal.


(Notícia actualizada às 11:31)




A sua opinião16
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
yuppiiiiiiiii Há 1 semana

É a loucura!!!!

Pois Há 1 semana

Sim podes emigrar para a Coreia do Norte, cá tens de cumprir as regras dos tratados europeus e na Coreia do Norte não terás esses impedimentos! As bodas socialistas com as regras dos tratados europeus não duram para sempre!

Pois Há 1 semana

A trampa fascista mentirosa e oportunista em boa hora foi corrida. A esta hora estavam os reformados com menos 600M de euros. Ficam furiosos com o bem dos portugueses. Emigrai emigrai e não voltais.

Bruno Há 1 semana

Caro Nelson, antes de falar ou tentar ofender leia a notícia na integra e o que eu escrevi. Pense antes de escrever o que parece pouco ou nada entender.

ver mais comentários
pub