Orçamento do Estado Cristas acusa Governo de fazer gestão eleitoral do Orçamento

Cristas acusa Governo de fazer gestão eleitoral do Orçamento

A presidente do CDS diz que o Executivo de António Costa está a "deixar cair" todos os dias as "notícias boas" sobre o Orçamento na imprensa e a deixar "o resto" para depois das eleições autárquicas de 1 de Outubro.
Cristas acusa Governo de fazer gestão eleitoral do Orçamento
.
Paulo Zacarias Gomes 01 de setembro de 2017 às 12:58
A líder do CDS-PP desafiou esta sexta-feira, 1 de Setembro, o Executivo de António Costa a revelar já todo o Orçamento do Estado, acusando o Governo de estar a deixar cair as notícias boas e a deixar "o resto" para depois das eleições autárquicas.

"O que estamos a assistir são notícias todas as semanas - para não dizer todos os dias -, mas apenas as boas, porque só a seguir às eleições saberemos o resto," afirmou Assunção Cristas, acrescentando que as medidas que o Governo deixa "cair aqui e ali" são aquelas "que mais interessam em período pré-eleitoral."

Em declarações aos jornalistas na Póvoa do Varzim, durante uma visita à AgroSemana – Feira Agrícola do Norte, e transmitidas pela SIC Notícias, a líder centrista comentava a notícia do Correio da Manhã, segundo a qual o Governo está a preparar a subida do mínimo de existência, o limite até ao qual aos contribuintes ficam os contribuintes ficam isentos do pagamento de IRS, passando de rendimentos de 8.500 para os 8.850 euros.

"Se o Governo quer discutir o Orçamento, pois que o apresente. (…) Desafio o Governo a apresentar todo o Orçamento do Estado para que todos possamos discutir, para que os vários grupos parlamentares possam apresentar as suas ideias," adicionou, manifestando a intenção do CDS de apresentar "positivamente e construtivamente as suas propostas" para o documento orçamental.

A data-limite para apresentação da proposta do Orçamento do Estado é 15 de Outubro e o Governo está a trabalhar para apresentar o documento dois dias antes, a 13. As eleições autárquicas estão marcadas para duas semanas antes, a 1 de Outubro.



A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Miss Piggy, com aspirações a "tia" indigesta Há 2 semanas

A Miss Piggy, se tivesse um pingo de bom senso, estaria caladinha, muito caladinha, porque os seus telhados de vidro a isso aconselham.
Para dizer asneiras destas, será bem melhor que vá para casa tratar da filharada que pariu (que outros, que nada com isso têm a ver, estão a cuidar) e coser meias.

Olha a parasita Há 2 semanas

Tens assinado legislação sem a leres por e-mail quando estás na praia? Vá trabalhar SUA PARASITA

Submarinos e offehores,devolvam o dinheiro. Há 2 semanas

Já sabemos donde bens e queres o meu voto,mas não vai para ti,vai para os partidos da geringonça.que é gente séria.

pub
pub
pub
pub