Política Cristas acusa Governo de pedir consensos quando é sectário e dinamita pontes de diálogo

Cristas acusa Governo de pedir consensos quando é sectário e dinamita pontes de diálogo

A presidente do CDS-PP declarou que António Costa "governa para a imagem", fazendo lembrar "o tempo das crianças figurantes", e questionou apelos a consensos quando o executivo dinamita "pontes de diálogo" e revela sectarismo na recusa das propostas centristas.
Cristas acusa Governo de pedir consensos quando é sectário e dinamita pontes de diálogo
.
Lusa 26 de novembro de 2017 às 13:41

"Venham-me cá falar de consensos", afirmou Assunção Cristas este domingo, argumentando que o Executivo "é o primeiro a quebrar consensos alcançados - como no IRC -, é o primeiro a dinamitar quaisquer pontes de diálogo quando falta à verdade, quando revela sectarismo" na recusa de propostas de alteração ao Orçamento do Estado.

 

Na intervenção de encerramento da ‘escola de quadros' da Juventude Popular, em Peniche (distrito de Leiria), a líder centrista procurou colar o Governo de António Costa ao de José Sócrates, sem nunca nomear o antigo primeiro-ministro socialista, em dois traços: o "governar para a imagem" e a má reacção à crítica.

 

"É o Governo que governa para a imagem, para a fotografia, para a propaganda, custe o que custar", acusou, argumentando que o executivo que cumpre dois anos de legislatura "paga com dinheiro dos contribuintes, parece que agora sob a forma de vales de compras, avaliações sobre a sua performance e perguntas ao Governo, fazendo lembrar os tempos das crianças contratadas como figurantes".

 

Assunção Cristas referia-se a um inquérito quantitativo de avaliação ao segundo ano do Governo, organizado pela Universidade de Aveiro, sob coordenação do professor Carlos Jalali, para o qual os participantes terão sido pagos, conforme revelou o semanário Sol. O jornal Observador noticiou que o pagamento foi feito em vales de compras.




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Sem paciência para abutres e vampiros... Há 2 semanas

Ao "Anónimo" cobarde que nem coragem tem de colocar o nome no comentário apenas lhe digo isto, se todos fossem como ele que deve comer todos os dias no Gambrinos, Tavares Rico, Porto Stº Maria, etc. etc . e não se importar com a grande maioria do Povo português, estávamos bem arranjados....

Anónimo Há 2 semanas

A receita fiscal cresce como fruto da extorsão perpetrada a todos aqueles que inovam, investem ou empreendem para criar valor indo ao encontro da procura existente no mercado cada vez mais globalizado e tecnologicamente avançado. É a lógica do parasita assassino que mata o hospedeiro e migra para outro que encontre de seguida. Cuidado que o hospedeiro UE-FMI pode da próxima vez já ter adquirido a imunidade. Faz parte do processo evolutivo que leva à extinção os mais inadaptados e anacrónicos. Portugal, enquanto parasita dotado desta genética da geringonça, é espécie daninha em vias de extinção.

Dialogo do PS com a direita...NUNCA !!! Há 2 semanas

O PSé um partdo de esquerda. A sua familia natural são outros partidos da esquerda. Se Antonio Costa se aproximasse do PSD, isso seria "anti natura" e poderia provocar uma revolta no PS. Seguro tentou isso e foi de vela. Assis defendeu isso e foi ostracizado. Os socialistas querem a geringonça !!!

OBSERVADOR Há 2 semanas

Esta lambisgoia quando no anterior Governo foi Ministra da Agricultura autorizou a plantação dos eucaliptos e este Verão ridicculamente acusou este Governo. Quando governou com o Passos Coelho, nunca aceitaram nenhuma proposta do PS e agora mostra-se chocada, mas que grande lata ela tem...

ver mais comentários
pub