Saúde Cristas critica decisão sobre Infarmed e diz que é "uma grande trapalhada"

Cristas critica decisão sobre Infarmed e diz que é "uma grande trapalhada"

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, considerou hoje que a decisão do Governo de transferir a sede do Infarmed de Lisboa para o Porto foi "mais um processo mal conduzido" e "mais um exemplo de uma grande trapalhada".
Cristas critica decisão sobre Infarmed e diz que é "uma grande trapalhada"
Bruno Simão/Negócios
Lusa 25 de novembro de 2017 às 19:36
"As pessoas foram apanhadas de surpresa", afirmou Cristas, em declarações aos jornalistas, acrescentando que este é "mais um processo mal conduzido".

Segundo a líder do CDS "há vários organismos que têm formalmente a sede no Porto, mas na verdade não têm lá quase ninguém a trabalhar e aparentemente aquilo que o Governo quer fazer é um número".

Para Cristas discutir e analisar a transferência de serviços para outros locais do país pode fazer sentido, mas isso não passa por este tipo de decisões "em jeito de apagar a burrada que foi o processo EMA", relativo à candidatura do Porto para vir a acolher a Agência Europeia do Medicamento, que acabou por sair derrotada.

"É mais um exemplo de uma grande trapalhada, de problemas que o Governo muitas vezes cria a si próprio, porque está sempre a querer trabalhar na base das habilidades e não de um trabalho sério", apontou.

Cristas, que falava à margem da conferência "25 de Novembro - Passado, Presente e Futuro", disse também que o CDS-PP tem apresentado propostas construtivas no Parlamento, como aconteceu no debate do Orçamento do Estado, tendo estas sido rejeitadas.

"Gostaria de ver do lado do Governo alguma atitude positiva e construtiva, não é só quando lhe falham os apoios à esquerda que chovem telefonemas para o CDS para ver se afinal o CDS dá uma mãozinha. Isso aconteceu no Orçamento do Estado mais do que uma vez", afirmou, sem adiantar pormenores sobre as matérias em causa.



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Jose Há 2 semanas

Já se esqueceu que o seu Paulo Portas fez a mesma coisa deslocalizando agencias para Evora e Santarém . Não concordo com a medida por a considerar populista e um pagamento apaziguador para a cidade do Porto mas o CDS será dos partidos q menos moral tem para o criticar . Hipocritas e demagogos .

Marita Bastos Há 2 semanas

Falou a voz da DESLUMBRADA com os votinhos que roubou ao PSD nas autárquicas. Parece que encontrou apoio popular, suficiente para formar governo com maioria absoluta, TAL É O FRENESIN DA DESLUMBRADA!!!
Ah! Ah!
CDS, reconheça a sua insignificância na AR e entenda que o POVO não está para aí virado!!!
De EXTREMA DIREITA bastaram os anos salazaristas!!!

Saber mais e Alertas
pub