Política Cristas para Costa: "Cale-se, por favor"

Cristas para Costa: "Cale-se, por favor"

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, pediu hoje ao primeiro-ministro, que, "por favor", se cale sobre o furto de armas em Tancos, defendendo que "é grave" que não perceba a diferença entre "responsabilidades funcionais" e "responsabilidades políticas".  
Cristas para Costa: "Cale-se, por favor"
Bruno Simão
Lusa 29 de setembro de 2017 às 14:45

"Se não tem nenhuma resposta para dar, se insiste em manter um ministro que já não existe aos olhos de ninguém, então o que eu lhe posso dizer é que, por favor, cale-se. Por favor cale-se, porque é demasiado doloroso ver um primeiro-ministro a dizer isto", afirmou Assunção Cristas aos jornalistas.

 

A líder centrista reagia, assim, às declarações de António Costa em entrevista à TSF, de que o ministro da Defesa, Azeredo Lopes, "seguramente nem sabia o que se estava a passar" em Tancos, "nem pode saber" o que se passa em cada uma das unidades militares.

 

"O senhor primeiro-ministro espanta-me quando faz comentários desse tipo, porque parece não conhecer os diferentes níveis de responsabilidade. Uma coisa são as responsabilidades funcionais de quem está fazer em cada momento o trabalho no terreno, outra coisa são as responsabilidades políticas, e é grave que um primeiro-ministro não perceba uma coisa e não perceba outra", defendeu Assunção Cristas.

 

A presidente do CDS, que tem vindo a pedir reiteradamente a demissão do ministro da Defesa, falava durante uma acção da campanha à Câmara de Lisboa.

 

António Costa disse à TSF: "Eu cumpri serviço militar, e lembro-me das minhas obrigações de oficial de dia, e tenho a certeza absoluta que se houvesse algum incidente desta natureza em primeiro lugar a responsabilidade seria minha".

 

"Há uma pessoa que eu sei que não seria, que era do ministro da Defesa que seguramente nem sabia o que se estava a passar nem pode saber, nem tem que saber o que se está a passar em cada uma das unidades", sublinhou.

 

O furto de Tancos entrou na campanha eleitoral autárquica sobretudo depois de o Expresso ter divulgado, em manchete, um relatório atribuído a "serviços de informações militares", com duras críticas ao ministro Azeredo Lopes e ao chefe do Estado-Maior do Exército Rovisco Duarte.

 

No mesmo dia, o Estado-Maior General das Forças Armadas disse que o seu centro de informações militares não produziu qualquer relatório sobre o assunto.

 

No dia seguinte, o primeiro-ministro negou também que algum organismo oficial do Estado tenha produzido o relatório noticiado e o ministério da Defesa desafiou mesmo o Expresso a divulgar na íntegra o documento.

 




A sua opinião78
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 12.10.2017

Para rir.
Veja as propostas da Assunção Cristas, para aumentar os impostos: http://piratasdoreino.blogspot.pt/search/label/Fake%20news

Anónimo 10.10.2017

Passei por aqui só para perguntar quando é que a Dra Maria da Assunção de Oliveira Cristas Machado da Graça, nascida em Angola, irá tomar posse do lugar de Vereadora da Câmara Municipal de Lisboa?

A Social Democracia está no PS ou PSD ? 09.10.2017

Pergunto, face às Candidaturas Perfiladas chega-se á Conclusão, Afinal o PSD não é um Partido Social Democrata, só vemos Candidaturas Neoliberais, afinal a Social Democracia está no PS, a ser como parece,o Eleitorado social democrata tem vivido num Logro, já que afinal o PSD é uma Mentira.

Anónimo 09.10.2017

Ninguém a vai mandar calar porque simplesmente não vai lá por os cotos nunca... Mas acham que trocaria a cadeira do Parlamento pela cadeira de vereadora... a CML está cheia de advogados... precisa é de gestores e de técnicos...

ver mais comentários
pub