Eleições Cristas teve sozinha mais 797 votos do que coligação PSD/CDS em 2013

Cristas teve sozinha mais 797 votos do que coligação PSD/CDS em 2013

Fernando Medina venceu as eleições em Lisboa, mas perdeu a maioria absoluta que Costa tinha conquistado em 2013. Reviravolta à direita: CDS conseguiu sozinho um resultado melhor do que em 2013 quando coligado com PSD.
Cristas teve sozinha mais 797 votos do que coligação PSD/CDS em 2013
João Miguel Rodrigues
Marta Moitinho Oliveira 02 de outubro de 2017 às 10:49
A líder do CDS, Assunção Cristas, conseguiu na corrida a Lisboa um resultado melhor do que o PSD e o CDS juntos em 2013. De acordo com os dados finais para o município, Cristas teve agora mais 797 votos do que a coligação PSD/CDS nas últimas eleições. 

Em 2013, a coligação Sentir Lisboa - onde PSD e CDS concorreram juntos- alcançou 51.156 votos. Agora, o CDS sozinho obteve 51.953 votos, mais 797. O partido de Cristas teve um dos melhores resultados de sempre na capital, ao passo que o PSD teve um dos piores resultados.  

Apesar desta relação no número de votos, a percentagem da coligação em 2013 foi superior à que o CDS teve nas eleições de 1 de Outubro de 2017 - 22,37% contra 20,57%. 

No entanto, o número de mandatos é idêntico. O CDS elegeu quatro vereadores. Há quatro anos, a coligação Sentir Lisboa tinha obtido o mesmo número de vereadores. 

O PS saiu vencedor das eleições deste domingo, mas Fernando Medina não conseguiu a maioria absoluta que António Costa obteve há quatro anos. 

Medina tem oito mandatos, ficando a um da maioria absoluta. Em 2013, o PS tinha conseguido eleger 11 vereadores. O CDS tem quatro mandatos, o PSD dois, a CDU dois e o Bloco de Esquerda recuperou um mandato (que em 2013 tinha perdido). 

Os resultados completos de Lisboa e a comparação com 2013 podem ser vistos aqui.



Saber mais e Alertas
pub