Política Cristas: Novo aumento de impostos admitido por Costa é "assalto" aos contribuintes

Cristas: Novo aumento de impostos admitido por Costa é "assalto" aos contribuintes

A presidente do CDS-PP disse esta segunda-feira que o aumento de impostos indirectos admitido pelo primeiro-ministro numa entrevista configura "um assalto" ao bolso dos contribuintes e cria um clima de instabilidade no país.
Cristas: Novo aumento de impostos admitido por Costa é "assalto" aos contribuintes
Lusa 03 de Outubro de 2016 às 15:19

"O primeiro-ministro confirmou hoje as piores expectativas e receios dos portugueses quando vem afirmar na entrevista que dá que haverá um novo aumento de impostos, aumento de impostos indirectos e eu lembro que estes impostos indirectos são impostos cegos àquilo que é o rendimento dos portugueses", afirmou Assunção Cristas.

 

A líder centrista, que falava aos jornalistas na ilha do Pico, para participar na campanha eleitoral para as legislativas regionais dos Açores, considerou que o próximo Orçamento do Estado vai, assim, contemplar "mais um assalto ao bolso dos contribuintes portugueses e sobretudo de uma forma absolutamente insensível àquilo que é a capacidade de rendimento dos portugueses".

 

Para Assunção Cristas, este anúncio "cria um clima permanente de dúvida, de instabilidade, de desconfiança e as pessoas não podem ter tranquilidade".

 

O primeiro-ministro, António Costa, deu hoje uma entrevista ao jornal Público e, à pergunta se vai subir impostos indirectos, respondeu: "O principal imposto indirecto - o IVA - não só não aumentou como a mudança que houve foi no sentido de o reduzir, no caso pontual da restauração. Há outros impostos indirectos que já tiveram actualização. É provável que no próximo ano haja também outra tributação indirecta".

 

O primeiro-ministro não concretizou os impostos indirectos nos quais pode haver aumentos, referindo que "pode haver outra tributação indirecta. O país tem de fazer escolhas. Queremos baixar a tributação sobre o trabalho ou não queremos? Queremos tributar mais o investimento ou tributar menos o investimento?"

 

Para António Costa, há "outros impostos especiais sobre o consumo que dependem de escolhas individuais: produtos de luxo, tabaco, álcool. Não estou a fazer qualquer moral fiscal, mas dependem da escolha".

 




A sua opinião38
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado António Barradas 03.10.2016

Esta idiota se tivesse um pingo de vergonha na cara ,calava-se muito bem caladinha porque sabe que fez parte de um desgoverno ,onde o assalto ao povo era o pão de cada dia.Mas quando não se tem vergonha no focinho dá nestas palermices

comentários mais recentes
A MISS PIGGY JÁ DOMINA BEM A ARTE DA DEMAGOGIA 04.10.2016

(Complemento)
A MISS PIGGY esqueceu-se igualmente que o desgoverno do canal-ha PASSOS, ao mesmo tempo que roubou aos mais frágeis (salários e pensões de reforma), propiciou que os mais ricos duplicassem as suas fortunas, nos 4 anos do saque.
Austeridade houve, sim, mas só para os pequenos.

A ASNEIRA É LIVRE A NÃO PAGA IMPOSTO 04.10.2016

Para confrangedor :
Nota-se, à distância, que a alimária das 15:29 é ininputável naquilo que pensa ( ? ) e escreve.
É um pobrezito que, mais do que críticas, merece que se tenha pena dele, tal é a sua boçalidade.

objectivo 04.10.2016

É curioso que os mesmos que criticaram o anterior governo pelo "brutal aumento de impostos" são os mesmos que aqui vem defender um novo aumento de impostos em cima do brutal aumento de impostos do governo anterior.
Sejam coerentes e ataquem todo e qualquer aumento de impostos quer venha do governo A ou B e digam basta ao saque que os sucessivos governos nos tem feito.

A MISS PIGGY JÁ DOMINA BEM A ARTE DA DEMAGOGIA 04.10.2016

A Miss Piggy já aprendeu a mentir com a mesma desfaçatez que o vígaro PASSOS.
Com efeito, ela já se esqueceu que o desgoverno que integrou, com os cortes (= roubos) nos salários e pensões, empobreceu enormemente o país, levou a fome, pura e dura, a milhares de famílias e exterminou a classe média

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub