Saúde CUF investe 35 milhões em dois novos hospitais

CUF investe 35 milhões em dois novos hospitais

O novo hospital da CUF em Coimbra chega em 2018 e o de Leiria um ano depois. Uma aposta da José de Mello Saúde para marcar presença no Centro de Portugal.
CUF investe 35 milhões em dois novos hospitais
Egidio Santos/Negócios
Negócios 29 de setembro de 2017 às 10:35

A José de Mello Saúde (JMS) vai investir 35 milhões de euros nos seus dois novos hospitais CUF na zona Centro do país, escreve o Expresso desta sexta-feira, 29 de Setembro.

 

As novas unidades vão abrir portas até 2019. Em Coimbra, a empresa adquiriu a Clínica Particular de Coimbra. Já em Leiria, a opção foi pela aquisição de um terreno para instalar o seu novo hospital.


"Estas aquisições representam uma aposta clara no centro de Portugal", reagiu o presidente da JMS, Salvador de Mello. A expectativa é a de criação de 500 postos de trabalho.

 

O grupo tem em marcha uma carteira de investimentos de 300 milhões de euros, com destaque para a criação do Hospital CUF Tejo e Hospital CUF Sintra.

 

A rede CUF é constituída por 16 unidades de saúde, concentradas maioritariamente em Lisboa e Porto.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Já não Há Mentira que Pegue Há 3 semanas

Não se vê Razão para votar em outro Partido nas eleições, que não PS, vê-se Todas as Razões para Votar no PS, 1º porque ninguém quer voltar a Trás, aos Saques do PSD e CDS, 2º Acabar com a dependência do BE, já que o PSD se Auto Excluio das Soluções para Portugal, agarrados que estavam ao TACHO.

pub
pub
pub
pub