Defesa Defesa dos EUA terá plagiado Wikipedia para descrever os Açores

Defesa dos EUA terá plagiado Wikipedia para descrever os Açores

Em causa está a descrição do arquipélago em documentos oficiais da administração Obama, que terão sustentado a escolha de Croughton, no Reino Unido, em vez das Lajes, para instalar um centro de inteligência.
Defesa dos EUA terá plagiado Wikipedia para descrever os Açores
José António Rodrigues/Correio da Manhã
Negócios 18 de Novembro de 2016 às 13:59

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos é suspeito de ter copiado informações sobre os Açores de um artigo da Wikipedia, utilizando-as para produzir um relatório apresentado este ano à Câmara dos Representantes.


A acusação foi feita esta quinta-feira, 17 de Novembro, pelo luso-descendente Devin Nunes, presidente do Comité de Inteligência da Câmara dos Representantes. Nunes confrontou Bob Work, vice-secretário da Defesa, com uma audiência realizada com oficiais de topo em Março passado, onde se analisou a instalação de um centro de inteligência em Croughton, no Reino Unido, em detrimento das Lajes, nos Açores.


Segundo a Fox News, Nunes relembrou que Work entregou ao comité dois documentos sobre infra-estruturas relacionadas com comunicações para justificar a decisão do Pentágono de não avaliar locais mais baratos para a implementação do centro.


Devin Nunes argumenta que esses documentos continham vários excertos que terão sido plagiados da Wikipédia. Perante a acusação, Work mostrou-se surpreendido: "Não, eu não sabia que a informação nesse documento vinha da Wikipedia", cita a Fox News.

Os excertos em questão dizem respeito a descrições relativas ao arquipélago dos Açores e a informações relativas a infra-estruturas de comunicação entre as ilhas, refere o Wall Street Journal.

O Comité de Inteligência tem vindo a publicar na Internet a confrontação entre os documentos enviados por Bob Work ao Congresso e o artigo da Wikipedia.

Nunes e outros legisladores mostram-se preocupados com o facto de lhes ter sido fornecida informação enganosa como forma de justificar a localização da base em Croughton, pondo de parte outras alternativas que poderiam ser mais baratas. O mesmo responsável afirmou na audiência que o Pentágono não forneceu à Câmara documentos com a decisão da construção do centro de inteligência no Reino Unido.

O presidente do comité argumenta que Croughton será uma localização mais cara, dados os custos de vida e despesas de habitação. Por outro lado, contrapõe, a base das Lajes (nos Açores, de onde a família de Nunes é originária) seria uma opção mais em conta.

Em Setembro, o supervisor financeiro governamental (GAO) avançou em relatório que os oficiais do Departamento de Defesa não conseguiram explicar como é que desconsideraram alternativas a Croughton, afirmando ter ocorrido "falhas" no processo.

No início deste ano, um oficial do Departamento de Defesa afirmou à Fox News que foram avaliadas 14 localizações para o novo centro, e que "Croughton teve a melhor avaliação geral". Os Açores ficaram de fora da análise por não reunir um mínimo de requisitos operacionais, referem.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub