Américas Depois do Texas, Trump decreta estado de emergência no Louisiana

Depois do Texas, Trump decreta estado de emergência no Louisiana

O presidente norte-americano, Donald Trump, decretou hoje o estado de emergência federal no Louisiana, estado para onde se dirige a tempestade Harvey, que deixou a cidade de Houston debaixo de água.
Depois do Texas, Trump decreta estado de emergência no Louisiana
Reuters
Lusa 28 de agosto de 2017 às 15:32

A declaração de emergência abrange inicialmente cinco paróquias do Louisiana: Beauregard, Calcasieeu, Cameron, Jefferson Davis e Vermillion.

 

A medida permite que as operações de emergência relativas ao Harvey sejam coordenadas nesses locais pela agência federal de gestão de emergências, FEMA, segundo um comunicado da Casa Branca.

 

A declaração de emergência implica também que o governo federal cubra 75% do custo de algumas medidas de protecção.

 

O governador do Louisiana, John Bel Edwards, referiu a necessidade de equipamento de busca e salvamento, assim como abrigos, especialmente no sudoeste do estado, onde os meteorologistas prevêem a queda de 25 a 50 centímetros de chuva por metro quadrado.

 

Donald Trump decretou o estado de emergência federal no Texas na sexta-feira à noite.

 

O Harvey tocou terra na madrugada de sábado, na costa do Texas, como furacão de categoria 4, numa escala de cinco, perdeu força nas primeiras horas e tornou-se uma tempestade tropical.

 

No Texas, chuvas muito intensas provocaram inundações em várias localidades, nomeadamente em Houston, quarta maior cidade dos Estados Unidos, com cerca de dois milhões de habitantes.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub