Política Deputada do BE considera declarações de Cavaco Silva "uma série de disparates"

Deputada do BE considera declarações de Cavaco Silva "uma série de disparates"

A deputada do Bloco de Esquerda Joana Mortágua afirmou na noite de quarta-feira que o ex-Presidente da República, Cavaco Silva, disse "uma série de disparates", considerando o seu reaparecimento como o "anti-milagre de ressuscitação".
Deputada do BE considera declarações de Cavaco Silva "uma série de disparates"
Bruno Simão/Negócios
Lusa 31 de agosto de 2017 às 07:33
"Sai de casa e entrei no carro e assisti a um anti-milagre de ressuscitação. Parece que ouvi no rádio uma voz do além, das profundezas, a dizer uma série de disparates e afinal era o Cavaco Silva que tinha voltado, não se sabe bem de onde, para dizer umas coisas", disse a deputada, durante um comício do BE, que decorreu em Almada, onde é candidata à presidência da autarquia.

Joana Mortágua continuou o seu ataque ao PSD, envolvendo nas críticas Pedro Passos Coelho, líder do PSD, e André Ventura, candidato dos social-democratas a Loures.

"Passos Coelho tanto disse que o diabo havia de vir, e não é que ele vem, e acaba na Universidade de Verão da PSD. Deve ter vindo atrás do cheiro a enxofre que o André Ventura vai soltando por onde passa e que vai contaminando tantos jovens e dirigentes do PSD", frisou.

A deputada do BE apontou também críticas a Assunção Cristas, candidatada do CDS-PP à Câmara de Lisboa, e Maria Luís Albuquerque, candidata do PSD à Câmara de Almada.

"A direita anda a transformar governantes derrotados em candidatos a autarquias. Exemplo disso é Assunção Cristas do outro lado do rio, e nunca ficamos tão contentes por ter o Tejo pelo meio. Mas também em Almada, onde temos uma governante derrotada que tenta agora ressuscitar através das eleições autárquicas, que é Maria Luís Albuquerque, antiga ministra das Finanças", defendeu.

No comício marcou também presença a coordenadora do BE, Catarina Martins, que não quis comentar as declarações de Cavaco Silva.

"A Joana Mortágua já falou e não vou falar sobre isso. Uma Universidade de Verão do PSD, convidaram um ex-líder, não existe nada de extraordinário nisso. Não me surpreendeu de forma nenhuma", disse em declarações à Lusa.

O ex-Presidente da República, Cavaco Silva, defendeu hoje que, na zona euro, "a realidade acaba sempre por derrotar a ideologia" e os que, nos governos, querem realizar a revolução socialista "acabam por perder o pio ou fingem que piam".

Numa 'aula' na Universidade de Verão do PSD, Cavaco Silva afirmou que hoje "é corrente apresentarem-se três casos" de países onde a realidade tirou o tapete à ideologia, enumerando França e Grécia mas sem se referir explicitamente ao caso de Portugal.



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado jecm Há 3 semanas

Como Cavaco disse: pios sem credibilidade.

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

O berloque é uma anedota. O Cavaco Silva, apesar de todas as críticas que lhe possam fazer, foi até agora um dos melhores presidentes da República do pós 25 de Abril, com o primeiro lugar a pertencer ao grande Ramalho Eanes.
Estas esganiçadas do bloco são, tal como o seu partido, uma anedota.

Camaradaverao75 Há 3 semanas

Errata, onde se lê "68 anos" deve ler-se "48 anos".

Camaradaverao75 Há 3 semanas

Tanta promessa e afinal é preciso 68 anos de descontos. E os jovens continuam a ser despedidos de Portugal sem indemnização e a pagar taxa aeroportuária.

Anónimo Há 3 semanas

A jovem pode até discordar do conteúdo, mas devia ter respeito por alguém que foi eleito 4x em Portugal, algumas delas com maiorias esmagadoras e de forma democrática. Já a Sra não foi eleita vez nenhuma. Este BE é o partido dos mimados, mal educados, com o rei na barriga, arrogantes. Lixo.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub