Política Deputado socialista bate com a porta mas quer ficar como independente

Deputado socialista bate com a porta mas quer ficar como independente

Domingos Pereira abandonou o PS ao fim de 30 anos como militante, mas pretende manter-se no Parlamento como independente, escreve o jornal "i". O desentendimento terá tido a ver a designação do candidato à câmara de Barcelos, onde Domingos Pereira é vereador.
Deputado socialista bate com a porta mas quer ficar como independente
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 24 de janeiro de 2017 às 10:16

O PS perdeu um deputado com a saída de Domingos Pereira que resolveu bater com a porta ao fim de 30 anos de militância socialista. O deputado saiu em litígio com a direcção do partido por causa da nomeação do candidato às autárquicas em Barcelos, escreve o jornal "i" na sua edição desta terça-feira, 24 de Janeiro.

 

De acordo com o jornal, Domingos Pereira decidiu deixar a presidência  da mesa da Federação do PS/Braga, a presidência da concelhia do PS/Barcelos e o seu lugar na comissão política nacional do PS. Em declarações ao jornal, explica que foram quebrados "dois valores essenciais do PS: a lealdade e a solidariedade".

 

Apesar da saída, o deputado pretende manter-se no Parlamento, como independente, sublinhando que foi "eleito pelo povo" e que "a soberania representativa está no povo e não nos partidos". Dentro da mesma lógica, permanecerá também como vereador na câmara municipal de Barcelos.

 

Domingos Pereira teve a maioria dos votos (90%) na concelhia do PS/Barcelos para ser ele o candidato à câmara nas próximas eleições, mas a direcção nacional tem entendido que os presidentes socialistas em exercício devem recandidatar-se para novo mandato desde que tenham condições políticas para o fazerem, adianta o jornal "i".



A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Adelino Fernandes 28.03.2017

Segundo o Estatuto dos Deputadoso, não me parece que um deputado possa abandonar o Grupo e continuar a exercer. Ou pode?

Mr.Tuga 24.01.2017

Birras de BOYS(ada) pelo luta de tachos e poleiros...

Esqueceu-se de quem manda lá 24.01.2017

Parece que se esqueceu de beijar a mão ao manda chuva de Braga . . . ai como se cvhama aquele de olhar esbugalhado que foi presidente durante mais de 30 anos . . . ? deu-me uma branca, era qualquer coisa Machado

Arma secreta do PCP 24.01.2017

Era esta a arma secreta do PCP ? para agarra o Costa pelos ditos ? parece que sim . . .

ver mais comentários
pub