Economia Deputado do PSD defende que Relvas está a ser alvo de estratégia ao serviço da comunicação social

Deputado do PSD defende que Relvas está a ser alvo de estratégia ao serviço da comunicação social

Carlos Abreu Amorim acredita que Miguel Relvas está a ser alvo da mais brutal campanha de ataques de que há memória.
Negócios 16 de Julho de 2012 às 11:40
O vice-presidente do grupo parlamentar do PSD defende que Miguel Relvas está a ser alvo de uma estratégia ao serviço de grupos de comunicação social e da mais “brutal campanha” de ataques de que há memória.


Em declarações à TSF, Carlos Abreu Amorim diz que este “ataque” a Relvas obedece a uma agenda de interesses de grupos de comunicação social, uma estratégia que não vai surtir efeito, porque Passos Coelho vai resistir.

Miguel Relvas é o ministro com a tutela da comunicação social e defende a privatização da RTP.

“Miguel Relvas está a ser alvo da mais brutal campanha que eu me lembre que alguém tenha sido sujeito, um ministro, nomeadamente nos tempos democráticos. Pedro Passos Coelho não é pessoa para mudar ministros ou fazer remodelações governamentais dos direitos mediáticos. Julgo que a pior receita que poderia haver para a democracia é uma remodelação em virtude das agendas mediáticas e dos grupos de interesse da comunicação social”, afirmou à TSF.

Amorim criticou também Marcelo rebelo de Sousa, pela sugestão que o comentador político, sobre a possibilidade de substituir Relvas por Marques Mendes. “O meu primeiro comentário não pode deixar de ser a enorme felicidade que se percebeu no professor Marcelo Rebelo de Sousa que este é o seu exercício favorito, traçar cenários e também acabar por, utilizando uma expressão que está agora muito na moda, queimar alguns possíveis ou putativos candidatos a substituir o ministro Miguel Relvas”, sublinha.




A sua opinião78
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 17.07.2012

Depois da galeria de estrelas do Cavaquismo o que esperavam do PSD ? Obtido o canudo da Lusofóna o Professor Miguel Relvas dedicou-se à docência! Não se increvam na Universidade, increvam-se na JSD, assim como assim o Governo está a subsídiar empresas para contratarem Arquitectos, Engenheiros e Advogados a 500 euros por mês... e quer contratar para o SNS, Médicos e Enfermeiros ao mais baixo preço...

Anónimo 16.07.2012

A lamentável e já conhecida desculpa das cabalas, vindo de quem certamente não conhece o papel da comunicação social numa sociedade democrática.
Olhe que não pega e só fica mal.

José Montenegro 16.07.2012

Demissão de Relvas não é suficiente. O Relvas tem que perder o curso tirado ilegalmente, ele mais os 90 individuos que fizeram igual a ele na mesma Universidade.

MF50 16.07.2012



Conheça o mais desconhecido de RELVAS. Vá a :

http://tomarcontraosafilhados.blogspot.pt/

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub