Política Deputados admitem criminalizar falta de entrega da declaração de rendimentos no TC

Deputados admitem criminalizar falta de entrega da declaração de rendimentos no TC

A não entrega no Tribunal constitucional das declarações de património e rendimento a que estão obrigados os titulares de cargos públicos pode vir a ser criminalizada, escreve o Público na sua edição desta sexta-feira, 21 de Abril. Parlamento está a avaliar e medida é consensual.
Deputados admitem criminalizar falta de entrega da declaração de rendimentos no TC
Bruno Simão/Negócios
Negócios 21 de abril de 2017 às 09:11

Desobediência qualificada que pode mesmo ter como sanção a perda de mandato. O Parlamento está a avaliar a classificação como crime da não entrega no Tribunal Constitucional (TC) da declaração de património e rendimentos a que estão obrigados os titulares de cargos públicos.

 

A notícia é avançada pelo Público nesta sexta-feira, 21 de Abril e, escreve o jornal, esta é uma das medidas mais consensuais entre as que têm vindo a ser apresentadas pelos partidos no âmbito da Comissão Eventual para o Reforço da Transparência no Exercício de Funções Públicas.

 

Os deputados estão a preparar alterações à Lei do Controle Público e Regime Sancionatório dos Titulares de Cargos Políticos e altos Cargos Públicos e serão abrangidas matérias como as incompatibilidades e impedimentos dos políticos, bem como propostas para regulamentar o lobbying ou a criação de um código de conduta para os deputados. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub