Mercado de Trabalho Desempregados inscritos diminuem para mínimos de 2009

Desempregados inscritos diminuem para mínimos de 2009

Os dados divulgados esta segunda-feira pelo IEFP revelam uma quebra no número de desempregados inscritos nos centros de emprego pelo quarto ano consecutivo.
Desempregados inscritos diminuem para mínimos de 2009
Miguel Baltazar/Negócios
Sara Antunes 23 de janeiro de 2017 às 16:09

Em Dezembro estavam inscritos nos centros de emprego 482.556 pessoas, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) esta segunda-feira, 23 de Janeiro. Este número corresponde a uma quebra de 13,1% face ao mesmo período de 2015.

 

É também o número mais baixo desde 2009, um ano que foi marcado por uma subida de 26% do desemprego registado.

 

A evolução do desemprego registado nos centros de emprego tem acompanhado a evolução da taxa de desemprego, que também tem vindo a diminuir. Os dados do final do ano ainda não são conhecidos, com o Instituto Nacional de Estatística (INE) a revelar apenas os dados provisórios de Novembro, mês em que a taxa de desemprego terá recuado para 10,5%.

As estimativas mensais de emprego e desemprego de Dezembro só serão divulgadas no dia 30 de Janeiro.

 

Já as ofertas de emprego também diminuíram em 10,7% para um total de 681.787, o que corresponde ao nível mais baixo desde o primeiro trimestre de 2013.

 

As mulheres continuam a representar a maior fatia de desempregados (52,9%), tendo sido verificada uma redução de 11,4% de mulheres desempregadas no último ano. Entre os homens a descida foi de 14,9%.

 

Os inscritos há menos de um ano também são a maioria (52%), tendo sido observada a maior descida entre este segmento (15%). Já nos desempregados de longa duração a redução foi de 11%.


A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
As dores de azia 23.01.2017

Dantes falava-se em desempregados que ora aumentavam ora diminuíam. Agora, para diminuir as azias, os jornalistas falam em INSCRITOS. A verdade é que graças ao Governo PS ( e aos seus apoios)o emprego aumenta. Obrigado A Costa! E obrigado Marcelo, pelo apoio claro.

Anónimo 23.01.2017

O Número de pessoas a receber RSI aumentou em Dezembro de 2016. A bota não anda a bater bem com a perdigota.

Surpreendido 23.01.2017

estou mesmo pertinazmente surpreso!

Anónimo 23.01.2017

A diminuição de desempregados inscritos nos centros de emprego,não terá a ver com convocatórias dos desempregados aqueles centros com finalidade de atualizar dados pessoais,e os que não comparecem são-lhe anuladas as inscrições ?

ver mais comentários
pub