Zona Euro Desemprego na Alemanha em mínimos históricos em Setembro

Desemprego na Alemanha em mínimos históricos em Setembro

A taxa de desemprego na maior economia da área do euro recuou para 5,6%, o valor mais baixo de sempre, um sinal de que a economia germânica continua a expandir.
Desemprego na Alemanha em mínimos históricos em Setembro
Negócios 29 de setembro de 2017 às 10:39

O desemprego na Alemanha recuou para o valor mais baixo de sempre. Em Setembro, a taxa de desemprego na economia germânica, a maior da área do euro, desceu para 5,6%, de acordo com os dados oficiais publicados esta sexta-feira, 29 de Setembro e citados pela Bloomberg. Em Agosto, o desemprego na Alemanha estava nos 5,7%.

O número de pessoas que está sem trabalho caiu, em termos ajustados, em 23 mil para um total de 2,506 milhões de pessoas. Este valor foi muito melhor que as estimativas dos analistas consultados pela Bloomberg, que antecipava que a descida fosse apenas na ordem dos cinco mil.

Estes dados indicam que a maior economia da Zona Euro vai continuar a sua expansão, apoiada pelo consumo interno, de acordo com agência de notícias.

Além disso, a descida da taxa de desemprego foi conhecida poucos dias depois de Angela Merkel ter vencido as eleições gerais. Merkel vai assumir um quarto mandato à frente dos destinos da Alemanha, mas para isso precisa de encontrar um parceiro de coligação. É que a CDU, o partido de Angela Merkel, obteve cerca de 33% dos votos, o que representa o pior resultado desde 1949.

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga 29.09.2017

Graças aos xuxas e geringonços e ao toine Bosta, claro!

pub