Europa Desemprego no Reino Unido mantém-se em mínimos de 11 anos

Desemprego no Reino Unido mantém-se em mínimos de 11 anos

A taxa de desemprego entre os britânicos fixou-se em 4,8% nos três meses até Novembro. Número de novos empregados caiu, com relutância dos empresários devido aos efeitos do Brexit.
Desemprego no Reino Unido mantém-se em mínimos de 11 anos
Chris Ratcliffe/Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 18 de janeiro de 2017 às 10:07
A taxa de desemprego no Reino Unido fixou-se, nos três meses até Novembro, nos 4,8%, mantendo-se em mínimos de 11 anos, em linha com as expectativas. 

Já o número de pessoas empregadas no mesmo período - em comparação com o trimestre anterior - recuou ligeiramente, cerca de 9 mil pessoas, para 31,8 milhões, o que acontece pela segunda ocasião consecutiva.

Os números foram dados a conhecer esta quarta-feira, 18 de Janeiro. O The Guardian refere que a queda no número de empregados reflecte uma maior relutância por parte dos empregadores em fazerem novas contratações na sequência do Brexit. 

O número de pedidos de subsídios de desemprego reduziu-se em 10.100 em Dezembro - os analistas esperavam um aumento de cerca de 5.000 -, depois de terem subido 1.300 no mês anterior.

A primeira-ministra Theresa May anunciou esta terça-feira a intenção de uma saída "dura" do Reino Unido da União Europeia, podendo no entanto estabelecer parcerias estratégicas com este espaço económico. A governante deu ainda garantias de que o acordo com os antigos parceiros europeus passará pelas duas câmaras do parlamento britânico.

A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Camponio da beira 18.01.2017

Lá, o governo deixa trabalhar as pessoas, não está sempre em cima dos agentes economicos a massacá-los com regras e multas.....como nalguns paises governados por gente miserável.

pub
pub
pub
pub